2015/05/28

Google lança Google Photos com backup ilimitado de fotos e vídeos


Já era esperado, e a abertura do Google IO 2015 oficializou-o: o Google separa a gestão de fotos do Google+, passando agora a ter o Google Photos de forma independente - e com backups ilimitados em resolução total.

O Google reformulou a sua gestão de fotos, e apresenta-nos este novo Google Photos, que pretende ser o ponto central de todas as nossos fotos e vídeos, e que agora poderão ficar na cloud sem preocupações de espaço ocupado (resolução máxima de 16MP para as fotos, e 1080p para o vídeo - bem melhor que as limitações anteriores.)

Facilmente podemos fazer pinch-out para saltar das fotos diárias para a vista mensal, e mais ainda para a vista anual, assim como pesquisar pelas fotos onde estão determinadas pessoas. O Google também aplica reconhecimento de imagem para permitir a pesquisa de fotos usando texto - como por exemplo, fotos de montanhas, ou praia. E não falta a possibilidade de rapidamente criarmos álbuns e colagens.

Também a partilha foi melhorada e simplificada. Agora é possível seleccionarmos umas dezenas de fotos, e ficarmos com um link que podemos enviar directamente para qualquer pessoa, sem que essa pessoa tenha necessidade de sequer ter uma conta do Google (mas caso tenha, pode instantaneamente adicionar todas essas fotos aos seus próprios álbuns.)


Esta nova app ficará disponível ainda hoje (para Android, iOS e na web)... e muito curioso estou para ver se eles contemplaram a possibilidade de não misturar as centenas de álbuns que actualmente me associam (com todas as fotos e imagens usadas nos diversos blogs!) Actualização: sim, já não misturam as coisas, ufa! :)


8 comentários:

  1. Por acaso ouvi a noticia live, e até já recebi um update e diz que é o novo Photos, tem um get started, etc. Só que continua a ter limite :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem limite para fotos até 16 MP com compressão no upload, se escolheres a opção "com limite" (a segunda) faz upload dos ficheiros originais, qualquer que seja a resolução e sem compressão.

      Eliminar
  2. Ilimitado e gratuito? Que bela matéria prima vão eles ter para vender a terceiros... Mais uma, diria eu.

    ResponderEliminar
  3. É curioso, assim que abri o link na web e apesar de agora ser separado, não se apaga "aquele fantasma intrusivo" do Google+.

    Sendo um avanço notório, que seja acima de tudo como exemplo para outros serviços de cloud, pois pessoalmente não "confio" inteiramente na Google para "fiel depositária".

    Confesso que até fiquei aborrecido em abrir o link e observar "vestígios de um perfil Google+ por lá" por "obrigatoriedade" como se sabe.

    ResponderEliminar
  4. Não gostei muito porque a maioria das fotos nem me lembro de as ter publicado na internet e acho que são fotos de amigos meus no Facebook e não sei porque foram parar ali...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Provavelmente sincronizou tudo o que tinha no telemóvel/tablet.

      Eliminar
    2. Porque tinhas o sync ligado no smartphone/tablet e aquilo fez back-up automático das fotos. Se não queres isso desativa essa opção no smartphone/tablet.

      Eliminar
  5. A parte que não gostei até agora. É que continua sem dar para ver as fotos do photosphere (ou então eu ainda não descobri) e para ver essas tem de estar a mesma no google +.

    ResponderEliminar

[pub]