2015/10/23

Netflix em Portugal e como se compara ao resto do mundo


O serviço Netflix já chegou a Portugal, e por esta altura a maior parte dos interessados já estará a tirar partido do mês de serviço gratuito que o Netflix disponibiliza para as novas adesões. E então... será que se justifica adicionar mais 8, 10 ou 12 euros à nossa lista de despesas mensais?

Há um aspecto em que o Netflix vence imediatamente, que é no factor conveniência e facilidade de utilização. Poder simplesmente pesquisar por algo e começar a vê-lo imediatamente (sem ser de forma ilegal!) é precisamente aquilo que sempre se desejou.

Idealmente, a melhor forma de desfrutar do Netflix é directamente numa Smart TV, ficando sempre à distância de um toque no comando e sem necessidade de componentes adicionais (e com acesso aos conteúdos 4K, se for caso disso). Se não tiverem um televisor que o permita, poderão recorrer à box da Vodafone, ou a uma consola PlayStation ou XBox, a uma Apple TV, ou ao Chromecast (e claro nada vos impede de verem os filmes e séries no computador, tablet, ou smartphone).

Mas, passada a fase inicial de deslumbramento com o serviço, chega a fase de se analisar mais friamente aquilo a que se tem acesso... e é aí que o ânimo dos Portugueses poderá começar a resfriar...



O Netflix tem aquela coisa boa que é disponibilizar as seasons das séries na sua totalidade (acaba-se o ter que esperar pela semana seguinte para ver o próximo episódio) mas, tirando as suas próprias séries, descobre-se que todas as outras que lá estão se ficam por seasons "antigas", não permitindo o acompanhar das séries mais populares que poderiam querer ver à medida que vão saindo os episódios. De modo idêntico, não temos acesso aos filmes que estrearam no último mês (como aliás se aplica a qualquer outro canal ou serviço). Enfim, por um lado o Netflix mostra-nos como pode ser um serviço "do futuro", mas depois confronta-nos com a dura realidade que rege este sector.

Não ajudará o facto do Netflix não facilitar a pesquisa daquilo que realmente disponibiliza ou não. Em nenhum lado conseguimos ter uma lista clara dos conteúdos disponíveis, mas recorrendo a serviços não oficiais podemos ver o panorama algo desolador que nos separa daquilo que o Netflix disponibiliza noutros países.



Usando o Flixsearch descobrimos que Portugal está no fundo da tabela de conteúdos, com menos de meio milhar de filmes e séries disponíveis (apenas 485), cerca de quinze(!) vezes menos conteúdos do que um utilizador do Netflix tem acesso nos EUA (7230). Ou, ficando pela Europa, cerca de um quarto do que se tem em França (1869), ou um sexto do que se tem no Reino Unido (3065).

Claro que não nos podemos esquecer que há a questão dos conteúdos estarem acessíveis aos portugueses, com legendas ou dobrados, situação que ainda está a decorrer e que fará com que este número vá progressivamente aumentando ao longo dos próximos tempos - mas mesmo numa situação "ideal" em que isso não fosse limitativo, colocar-nos-ia ao nível de uma França ou Reino Unido, e ainda assim ter menos de metade dos conteúdos que se podem ver nos EUA.



Refira-se que o problema não está, directamente, no Netflix, mas nas arcaicas e obtusas regras que ainda permanecem, a nível dos direitos de transmissão. Temos casos que se tornam um pouco caricatos, de séries Netflix como o House of Cards não estarem disponíveis em Portugal no Netflix, pelos direitos de transmissão pertencerem a outro canal. E agora multiplique-se isso por cada série e cada filme, e cada canal e cada país, e já se fica com uma ideia da imensa dor de cabeça que regulamenta este sector (e que, felizmente, a UE está a tentar resolver - em parte - tratando o espaço comunitário como uma única zona para efeitos destes serviços.)

Aliás, refira-se ainda que o serviço Netflix não fica associado ao país de origem de cada utilizador, mas sim ao país em que se encontra. Ou seja, um americano que venha passar férias a Portugal verá a sua lista de conteúdos ser reduzida para aqueles que por cá temos; enquanto que um Português que dê um salto aos EUA verá o seu catálogo do Netflix expandido mais de 10 vezes! E daí, a inevitável questão de que muitos utilizadores continuarão a recorrer à "ajuda" de VPNs, para terem acesso ao catálogo dos EUA, mesmo permanecendo em Portugal (ao menos agora já poderão ser clientes oficiais do Netflix sem complicações.

Enfim, aquilo que se terá que exigir é que os países e entidades reguladoras coloquem os olhos no futuro e acabem de vez com as tretas de limitações geográficas nos conteúdos digitais. Se querem a globalização para umas coisas, que tenham coragem de a assumir para tudo o resto!


E claro que ainda há a velha questão de se pagar pelo "acesso" versus "comprar" os conteúdos... mas isso será tema que abordaremos noutro artigo.

37 comentários:

  1. Para alem do catálogo... um outro pormenor diferenciador é que poupas cerca de 12 euros por ano numa assinatura standard do serviço americano! ;0)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou então fazer o registo via Netflix Brasil, em que a versão premium de 11,99 passa para 6,7€ ( com cambio de real para euro...) e depois é usar normalmente a conta no netflix pt....

      Eliminar
    2. Isso foi exactamente o que fui verificar logo a seguir a postar o meu comentário... lol... obrigado pela dica em qq dos casos... ;0)

      Eliminar
    3. O standard até fica a menos de metade do preço:

      R$ 22.90 = 5.30594939 Euros

      Eliminar
    4. Compensa mais o pacote premium e partilhar com 3 familiares... até porque tem acesso a HD/4K...

      Eliminar
    5. Não vejo necessidade de optar pelo premium quando a maioria dos conteúdos não suporta 4K... e o standard tem HD... ;)

      Eliminar
    6. Se for com a ideia de partilha, fica mais em conta 12/4 do que 10/2, mesmo que não se queira dar uso ao (pouco) conteúdo 4K existente (mas que irá aumentar, já que todas as novas séries e filmes Netflix serão em 4K). :)

      Eliminar
    7. Duas questões, se souberem:
      Os conteúdos não são "dublados", certo?!
      Legendas: pt-BR ou pt-PT?
      Obrigado

      Eliminar
    8. O problema é que dividir o pacote por muita gente às vezes leva a abusos e problemas... alem disso para já para já os conteúdos HD chegam-me bem (quando vir que compensa mudar faço um upgrade e pronto)... dai que pagar 2,65€ a meias parece-me bem para já... a não ser que arranje mais alguém de confiança e compense fazer o upgrade de imediato... ;0)

      Eliminar
    9. Legendas são PT-PT e tem muitos conteúdos com áudio em português, principalmente conteúdo infantil.

      Eliminar
    10. Nice, obrigado pelo feeback ;)

      Eliminar
    11. Essas ideias da partilha e de subscrição em países mais baratos são excelentes... Mas será que permite a partilha entre 2 países diferentes? A minha irmã vive em Londres, podia eu subscrever o HD para usarmos as duas. Será que dá? Não vejo por que não...

      Eliminar
    12. Tentei seguir a vossa dica e registar-me no Netflix Brasil, mas quando tento associar um método de pagamento, seja Paypal ou cartão de crédito, diz-me sempre que não foi possível processar...talvez seja porque o cartão/conta Paypal são portuguesas (tentei registar-me no Paypal do Brasil e pedem-me o número de contribuinte brasileiro), podem ajudar? Obrigada!

      Eliminar
    13. http://www.receita.fazenda.gov.br/PessoaFisica/CPF/InscricaoCPF.htm

      Eliminar
  2. Se acedermos por VPN à versão americana não conseguimos ter legendas em português, suponho?...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certo, mas se esse conteúdo existir no Netflix Brasil aparecem as legendas PT-BR...

      Eliminar
    2. Podes sempre mudar, certo?

      Eliminar
    3. Obrigada, boa ideia. Sim, eu percebi que dava para mudar a qualquer altura, só queria saber se existia essa desvantagem ao aceder aos outros catálogos.

      Eliminar
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    5. Acho que isso não é problema... existem legendas em ingles...

      se não sabes sabes ler em ingles tem de optar pela versão portuguesa LOL

      Eliminar
    6. Sei ler em inglês e também sei ver sem legendas... Mas na minha casa há quem não tenha tanta facilidade.

      Eliminar
  3. Quem ganha com esta guerra estúpida e arcaica dos conteúdos é a pirataria e não quem efetivamente detém os conteúdos. É no mínimo ridiculo.

    ResponderEliminar
  4. Já tenho Netflix há 3 anos com recurso a VPN. A subscrição da VPN fica a 35 euros/ano e tem servidores em vários paises diferentes. Os catalogos variam muito de país para país e compensa muito andar a saltar entre o Netflix americano, canadiano, mexicano, etc... Por exemplo muitas séries ficam disponiveis primeiro nos netflixs da argentina e do mexico do que no netflix americano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que VPN usas? Também queria arranjar uma VPN que aguente streaming sem problemas.

      Eliminar
    2. Esta:
      https://www.privateinternetaccess.com/

      Eliminar
    3. prefiro usar outro serviço tipo myblockless porque ai basta mudar o dns, posso ter o netflix brasileiro também nas televisões.
      vpn para netflix acho que não é a melhor opção.

      Eliminar
  5. Só tenho um comentário...Popcorn até morrer =) já perdi a conta aos € poupados a ver filmes e séries recentes com legendas no conforto da minha sala...eu sei é pirataria mas se há quem ganhe rios de dinheiro com fidelizações e afins quem está do outro lado também tem direito a "poupar"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Popcorn até morrer"... e morreu... :/

      https://torrentfreak.com/popcorn-time-chaos-triggers-more-downtime-151023/

      Eliminar
    2. Quais fidelizacoes, qual que? :o)
      A Netflix permite-te cancelar a subscricao a qualquer momento.
      O preco que pedem, na minha opiniao, e EXTREMAMENTE justo.

      Eliminar
  6. é pá... ainda ninguém percebeu o porquê de só 485 conteúdos... acima de 500 vem a Secretaria de Estado da Cultura e fecha o site lembram-se........

    ResponderEliminar
  7. Já reparei que os conteúdos são diferentes de plataforma para plataforma. Por exemplo, consigo ver "A Ponte" no iPad, mas não consigo encontrar no web, do Mac...

    ResponderEliminar
  8. squidtagdns.com - utilizar sua conta com Netflix e desbloqueia o conteúdo EUA

    ResponderEliminar
  9. http://www.squidtagdns.com

    ResponderEliminar
  10. Pelo que percebi, se subscrever o serviço americano ou brasileiro pago as suas mensalidades e posso aceder ao português?

    ResponderEliminar
  11. Como faço para me associar ao NetFlix brasileiro e acessar aqui em Portugal, com conteudo Brasileiro??? Alguem poderia me ajudar nessa questao?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Veja lá no YouTube vídeos com dicas sobre esse assunto caro Binho.

      Eliminar

[pub]