2018/02/28

À conversa com Paulo Capela Marques


A FCA deu-nos a oportunidade de conversar um pouco com alguns dos seus autores, e desta vez o escolhido para a rubrica "À conversa com" foi Paulo Capela Marques, autor do livro Curso Prático de C#.


Quem utiliza a linguagem C#?

O C# é utilizado por programadores para desenvolvimento de aplicações para Android, iOS, Mac, Windows, Web e Cloud. Esta linguagem também é utilizada no ensino de linguagem de programação nas escolas que lecionam cursos profissionais de informática e ensino superior.

Para que serve a linguagem C#?

Esta linguagem, com todas as outras, serve para construir programas de computador. Inicialmente o C# foi pensado para desenvolvimento de programas para o ambiente Windows mas, com a evolução das tecnologias e o aparecimento de dispositivos móveis como o tablet e o smartphone, o ambiente de desenvolvimento foi-se adaptando às mudanças e atualmente permite desenvolver aplicações para todos os ambientes e dispositivos. O Visual Studio (www.visualstudio.com) é um ambiente de desenvolvimento que possui uma versão totalmente gratuita e é uma das mais utilizadas pelos programadores profissionais e pelos estudantes de programação.

Como surgiu a linguagem C#?

O C# surgiu no início deste século com o objetivo de ser uma linguagem totalmente orientada por objetos. A Microsoft possuía já as linguagens Visual Basic e C++ mas decidiu contratar Anders Hejlsberg da Borland para chefiar a equipa de desenvolvimento do projeto Cool, mais tarde batizada por C#. Atualmente, todas as linguagens de desenvolvimento da Microsoft (Visual Basic, C++, F# e C#) trabalham sobre a mesma Framework e são todas orientadas por objetos, no entanto é de referir que a maioria das classes da biblioteca .Net foram desenvolvidas em C#.

Porque se deve aprender C#?

Acredito que a linguagem C# irá ser a breve prazo a linguagem mais utilizada no desenvolvimento de aplicações. Por esse motivo e pelo facto de ser uma linguagem “patrocinada” pela Microsoft creio que são motivos suficientes a ter em conta.

O C# é uma linguagem fácil de aprender?

Sim. A linguagem C# possui instruções fáceis de perceber e de utilizar. Os recursos disponibilizados facilitam muito o processo de desenvolvimento tornando as aplicações construídas eficientes e fáceis de manter. No entanto gostava de referir que a linguagem de programação, seja ela qual for, é apenas uma ferramenta no processo de desenvolvimento. O mais importante é a forma como o programador soluciona o problema que dará origem a uma aplicação ou programa. Da análise do problema à proposta do algoritmo são fases antecedentes e extremamente importantes no processo de desenvolvimento. A codificação, onde entrará a linguagem de programação, é a fase de construção do programa e, tendo em conta o tipo de projeto, é selecionada a linguagem que mais se adequa às caraterísticas da aplicação.

Em analogia, podemos considerar a linguagem de programação como o material que se será aplicado na construção de uma casa: em certos ambientes podemos selecionar a madeira, tijolos, cimento ou a conjugação de vários materiais. Na programação também podemos selecionar uma linguagem para um determinado ambiente e outra linguagem para outro ambiente ou sistema operativo. O ideal seria aplicar a mesma linguagem em todos os ambientes e, neste caso, a linguagem C# leva vantagem sobre os seus concorrentes.

Quais são para si as principais vantagens da linguagem C#?

Não queria entrar em pormenores demasiado técnicos como operadores, sobrecarga e exceções para enumerar as vantagens desta linguagem mas saliento a facilidade da linguagem associada a um excelente ambiente de desenvolvimento que colocam o C# à frente de muitas alternativas.

O C# é considerado pela Redmonk como a 5ª linguagem mais popular entre os programadores. A que se poderá dever esta popularidade?

O sucesso da linguagem C# está associado à sua evolução e aos recursos que a mesma oferece. A plataforma de desenvolvimento Visual Studio disponibiliza um leque vasto de recursos que não encontramos em mais nenhuma plataforma de desenvolvimento. Esses recursos permitem desenvolver aplicações para vários ambientes de uma forma rápida e segura. A produtividade dos programadores baseada numa framework fantástica possibilita acelerar todo o processo e reduzir os custos de desenvolvimento. Também é uma das linguagens usadas pelo motor gráfico de desenvolvimento de jogos Unity, o que lhe acrescenta mais popularidade.

Porque é que o C# conseguiu evoluir muito mais rapidamente que o JAVA ao nível das suas características/capacidades?

A evolução da linguagem C# está associada à evolução tecnológica da Microsoft. Como todos sabem a Microsoft é a maior empresa de Software do mundo e é perfeitamente natural que queira manter-se nesse posto por muito mais tempo. O investimento que tem feito no aperfeiçoamento da linguagem ao longo dos últimos anos permitiram disponibilizar plataformas de desenvolvimento de Software dos mais avançados que existem atualmente no mercado e, sem qualquer tipo de dúvidas, colocaram uma grande pressão sobre os seus principais concorrentes, em especial o JAVA.

Pode o C# ser considerada uma linguagem de programação segura?

A segurança é um dos pilares da linguagem C#. Posso afirmar que o C# oferece todos os recursos para o desenvolvimento de aplicações seguras. Cabe ao programador aplicá-las corretamente de forma a evitar o acesso indevido a métodos ou classes do programa. No processo de compilação, todo o código é verificado e são assinaladas todas as instruções incorretas, o que permite ao programador retificar, com alguma facilidade, os erros gerados.

Uma pergunta algo "polémica": C# ou Java? :)

Depende. Como referi anteriormente, a linguagem de programação é apenas uma ferramenta de trabalho, o importante é a forma como se resolve o problema. Para a maioria das pessoas a escolha será feita por gosto ou por algum aspeto não técnico. Ambas têm defeitos e qualidades, ambas resolvem bem qualquer tipo de problema. Uma possui uma excelente Framework e outra tem uma excelente comunidade ativa. É como escolher um carro com mudanças automáticas ou manuais. Pessoalmente utilizo mais o C#, no entanto como são linguagens “gémeas” é com alguma facilidade que vejo programadores e ex-alunos a desenvolver em ambas.

Que tipo de oportunidades de carreira pode um programador em C# ter?

A grande verdade é que as empresas têm procurado bastante por programadores que sabem utilizar várias linguagens de programação, com especial preferência para Java e/ou C#. Para não perder nenhuma oportunidade de trabalho ou projeto (caso seja freelance), é fundamental estar a par das várias linguagens de programação e adaptar-se às necessidades de cada caso específico. Conhecer C# significa, portanto, abrir novas portas no mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, ampliar os conhecimentos como profissional.

E é tudo, o nosso obrigado pelo tempo dispensado, e ficamos aguardar pelos seus próximos livros. :)


Paulo Capela Marques
Licenciado em Informática pelo Instituto Politécnico Autónomo de Lisboa. Professor do Ensino Secundário desde 1994, leciona disciplinas da componente técnica dos Cursos Tecnológicos, Profissionais e de Especialização Tecnológica. Formador certificado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua de Educadores de Infância e Professores do Ensino Básico e Secundário nas áreas de Informática e Multimédia. Formador certificado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional para a área de Informática. Autor das obras Exercícios de Excel 2010, Exercícios de PowerPoint 2010 & 2007 e Programação em Visual Basic 2010, também da coleção Formação Profissional, publicadas pela FCA. Coautor de vários livros sobre aplicações do Office da coleção Fundamental da FCA.




Para quem chegou até aqui, temos uma surpresa. Temos para oferecer dois exemplares do livro "Curso Prático de C#" e para te habilitares a ganhar um deles só tens que participar preenchendo o seguinte formulário:

Passatempo encerrado: os vencedores foram:
  • Vasco Silva
  • Luis Lima

Fica atento aos próximos passatempos.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]