2018/03/08

Novas TV QLED "invisíveis" da Samsung


A Samsung já revelou a sua nova linha de TVs QLED para 2018, que apostam na melhoria da qualidade de imagem e num curioso modo "Ambient Display" que na prática tenta fazer com que o televisor se torne "invisível" na parede.

Uma vez que a Samsung não apostou nos OLED nos televisores (embora saiba bem quais as suas vantagens!) a sua táctica continua a ser o melhoramento dos seus televisores QLED, com modelos que vão das 40" às 88".

Importa referir que embora o nome não queira fazer parecer, os QLED da Samsung continuam a ser televisores LCD, mas não é que isso seja problema... para além de continuarem a ter uma qualidade de imagem excelente, nas séries Q8F e Q9F passamos a ter a tecnologia "Direct Full Array" (DFA) que na prática consiste em ter um sistema de backlight com múltiplas zonas, permitindo fazer o local dimming. É a melhor solução possível para os LCDs e que permite uma aproximação aos níveis de contraste dos OLED sem preocupações com retenção de imagem por apresentar imagens estáticas durante muito tempo, ou a longevidade a longo prazo do painel.



No entanto, a novidade mais interessante para este ano é o Ambient Mode, um modo que faz com que o televisor "desapareça" na parede enquanto vais mostrando informação relevante (e tendo a capacidade para detectar se está alguém por perto, para se apagar quando não for necessário). Claro que isto não acontece por magia, com o processo a consistir em tirar uma fotografia à parede antes da instalação, que depois o televisor apresenta para criar a ilusão de "ser transparente" - sendo que para isso também contribui os cabos de ligação reduzidos a um único cabo, bastante discreto, que combina todos os sinais e também a alimentação. Na geração anterior já tínhamos modelos que contavam com um cabo de fibra óptica para os sinais, mas necessitando de um cabo extra para a alimentação.




Mesmo para quem não quiser ver "a parede", tem a opção de mostrar outros conteúdos, que continuarão a tentar manter-se o mais integrados possíveis com a cor e textura da parede, num efeito que se pode considerar o inverso ao Ambilight da Philips. No Ambilight o televisor tentar expandir a imagem para fora do ecrã; neste Ambient Mode o ecrã tenta reproduzir o que está fora do ecrã.


Vai ser seguramente uma funcionalidade que vai ser apreciada por todos os que tenham - ou queiram ter - o televisor pendurado na parede; e que, neste caso, resultará ainda melhor em paredes com texturas mais vistosas em vez de parede lisas...

Curiosamente, é uma funcionalidade que foi muito bem apanhada, já que a LG, mesmo que quisesse, não deverá replicar nos seus OLED, precisamente por não serem ecrãs onde seja conveniente ter uma imagem estática durante muito tempo.


E quanto à resposta da Samsung aos OLEDs... não ficou esquecida. A Samsung confirmou que o seu ecrã modular microLED The Wall vai ficar disponível para o público em geral ainda este ano.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]