2018/11/07

Que coisas se podem ligar ao USB-C do iPad Pro?


Uma das novidades da mais recente geração dos iPad Pro foi a troca da ficha lightning pelo USB-C, mas embora isso tenha trazido algumas vantagens, continuam a estar presentes algumas limitações.

Adoptar uma ficha USB-C nos iPad Pro é uma medida que visa reforçar a ideia de que se tratam de produtos mais equiparados a uma alternativa aos "PCs" do que somente iPhones "em grande", mas que traz algumas condicionantes. Para começar, embora seja salutar a opção por uma ficha standard, vem acompanhada das dores habituais de transição para os utilizadores que já tivessem todo um conjunto de acessórios criados para os anteriores iPads com ficha lightning - mas quanto a isso, nada há a fazer.

O iPad Pro vem com uma ficha USB-C 3.1 Gen 2, capaz de atingir 10Gbps. É graças a isto que agora se pode ligar o iPad a um monitor externo com resoluções de até 5K a 60Hz - que pode ser usado tanto para replicar o ecrã do iPad, como para servir como ecrã independente no caso da app suportar este tipo de funcionamento (por exemplo, uma app de edição de vídeo poderá manter o interface no ecrã do iPad, e o vídeo no monitor).


No entanto, é aqui que começam a surgir algumas das questões associadas ao USB-C. Por exemplo, o cabo USB-C que é fornecido com o iPad Pro pode ser usado para o recarregar e ligar a vários dispositivos, mas não para o ligar a um monitor. Para isso é preciso um cabo USB-C que suporte uma maior largura de banda - a Apple recomenda utilizar um dos seus cabos Thunderbolt 3, que são compatíveis com USB-C. Falando de Thunderbolt 3, temos outro factor de confusão: um utilizador que pense poder ligar este iPad Pro ao monitor LG 5K UltraFine vendido pela Apple, irá descobrir que afinal não pode - isto porque este monitor é unicamente Thunderbolt 3 e não "USB", embora use a ficha USB-C para o Thunderbolt. No entanto, estas são questões transversais a todos os equipamentos USB-C, dependendo de suportarem ou não Thunderbolt 3.


Tirando isto, temos todo um conjunto de acessórios que podemos ligar ao iPad Pro, tal como já era possível anteriormente mas obrigando a um dongle de adaptação. No caso de termos um cabo USB-C - USB-A, ou usando um hub USB-C, podemos ligar-lhe directamente coisas como teclados, microfones, headphones, teclados MIDI, etc. E com a vantagem adicional de que o iPad poderá ser utilizado para recarregar dispositivos externos, com potências até 7.5W.

No entanto, quando chegar a altura de o ligar a um disco externo, deparamos-nos novamente com uma limitação que prejudica gravemente o seu estatuto "Pro" com ambição de ser alternativa a um "PC": é que a Apple permite apenas que o iOS aceda a estes dispositivos como forma de fazer importação de fotos e vídeos.


Isto impede que se possa fazer algo como transferir um ficheiro de um disco externo para anexar num email, ou para enviar para o Dropbox, ou que um programa de edição de vídeo esteja a trabalhar com um vídeo em suporte externo. É algo que é compreensível considerado as origens do iOS, mas que a Apple terá que rever a curto prazo, caso pretenda continuar no actual percurso de transformar os iPads Pro em alternativas realmente viáveis às máquinas com sistemas operativos tradicionais. Felizmente, isso será algo que a Apple poderá permitir mediante uma simples actualização do sistema... pelo que agora resta esperar que isso aconteça num futuro não muito distante.

Até lá, será questão de dar uso aos hubs USB-C que temos no mercado, que oferecem muito mais portas por metade do preço que o adaptador da Apple (que tem apenas HDMI, uma porta USB-C e uma porta USB-A), e ir ligando coisas.

1 comentário:

  1. Convém dar espaço para software e hardware de terceiros.
    Nos simples airpods, o negócio de acessórios que se desenvolveu!
    http://www.iphon.fr/post/selection-accessoires-ne-pas-perdre-airpods-874197

    ResponderEliminar

[pub]