2019/04/13

Nova célula solar promete melhorias de 20%


Investigadores prometem dar um salto de 20% na eficiência dos painéis solares, utilizando perovskites em conjunto com o silício, de forma inovadora.

A maioria dos painéis solares fotovoltaicos actuais utilizam células de silício, que são capazes de converter a faixa "vermelha" da luz solar mas que não aproveitam a luz "azul". Por seu lado, os perovskites são materiais que podem aproveitar essa luz azul, mas não a luz vermelha. Tentar combinar ambos é algo que os cientistas tentam fazer há anos, sem grande sucesso... até agora.

Em vez de tentar obter electricidade directamente de duas camadas destes materiais, investigadores optarem por usar uma técnica diferente, em que uma camada superior de perovskite é utilizada, não para gerar electricidade directamente, mas sim para converter os fotões azuis em fotões infra-vermelhos, que podem ser aproveitados com maior eficiência pela camada de silício mais abaixo.


Com isto os investigadores dizem que a eficiência de uma célula solar poderá passar de 27% para 32.2%, representando um salto de quase 20% que teria um enorme impacto na rentabilidade da utilização de energia solar. Não esquecer que esta é uma área onde a melhoria de alguns pontos percentuais na eficiência de conversão é considerada significativa.

Para por as coisas em perspectiva, um painel solar comum de 250W passaria a poder produzir 300W na mesma área, ou um de 300W passaria a 360W. Uma melhoria bastante simpática que esperamos poder ver no mercado o mais depressa possível.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]