2019/10/05

Domino's Pizza vai decidir futuro da acessibilidade na web


Nos EUA, a Domino's Pizza quer levar para o Supremo Tribunal um caso que irá definir que nível de acessibilidade os estabelecimentos lojas terão que ter nas lojas online.

O caso teve origem num processo colocado por um cliente invisual em 2016, depois de não ter conseguido encomendar uma pizza personalizada quer através do site quer através da sua app oficial, mesmo recorrendo a ferramentas de screen-reading. O argumento era o de que a lei de 1990 que rege as regras de acessibilidade (Americans with Disabilities Act) aplicada aos espaços físicos também se deveria aplicar à sua presença online.

Até agora os Tribunais têm decidido a favor do queixoso, mas agora a Domino's Pizza quer fazer chegar o caso ao Supremo Tribunal, para que fique devidamente esclarecido se a lei se aplica também aos sites de estabelecimentos comerciais com presença física.

Do lado dos defensores da acessibilidade a esperança é que o Supremo Tribunal nem sequer aceite o caso, relembrando que o caso já está decidido pelo Tribunais de instâncias inferiores, e que a decisão não suscitou dúvidas nem polémicas nos juízes. E se assim for, isso irá obrigar a que as lojas passem a ter um pouco mais de consideração pelas regras de acessibilidade, o que não seria assim tão complicado.


De certo modo, quase me faz recordar os tempos dos sites "Made for IE", e onde muitos emails enviei a lojas online, dizendo-lhes que muito gostaria de ter comprado os seus produtos, mas que infelizmente os seus sites não permitiam fazer compras a quem os visitasse usando o Firefox! (E nem vamos falar nas lojas online que eram inteiramente feitas em Flash - na altura a tecnologia do futuro! :)


Actualização: o Supremo rejeitou ouvir o caso, pelo que as lojas terão mesmo que se preocupar em ter sites acessíveis.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]