2020/04/12

Acesso aos dados oficiais do Covid-19 só para investigadores e a conta-gotas


Numa altura em que tanto se fala de transparência e "Open Data", o acesso aos dados sobre o Covid-19 em Portugal é limitado apenas a investigadores e de forma completamente anacrónica.

A Direcção Geral de Saúde (DGS) lançou um formulário para pedidos de disponibilização de dados referentes ao Covid-19, que promete dar acesso aos dados do Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE). E aí começa logo o problema, já que em vez de um "pedido de dados", eles deveriam estar desde logo disponíveis publicamente, para todos, sem necessidade de pedidos por agora estão limitados a investigadores afiliados a Faculdades e Universidades.



O pedido da disponibilização de dados chega ao cúmulo de obrigar os requerentes a especificarem quais os dados em concreto a que desejam aceder...




Estes são dados que, no caso de serem disponibilizados de forma moderna (via API, por exemplo), facilitariam imenso a criação de mostradores que permitissem visualizar a evolução e comportamento da pandemia do Covid-19 no nosso país, ao estilo do que até ao momento tem sido feito de forma manual ou semi-automatizada.



Por exemplo, este mantido pelo Rui Carmo, que chamou a atenção para a forma "infeliz" da disponibilização destes dados, e que permite desde logo visualizar aspectos curiosos. Pela positiva, a gradual redução da evolução de casos confirmados; pela negativa, o facto da região Norte ter um número de casos e de óbitos que supera todo o resto do país junto!


Vá lá DGS, os dados que puderem ser tornados públicos para investigadores, deveriam ser tornados públicos para todos os cidadãos. Não subestimem aquilo que um "não-investigador" poderá fazer ou ajudar a descobrir com esses dados.

2 comentários:

  1. Já vi em algum sítio que estás restrições tem que ver com a possibilidade dos dados poderem ser utilizados para outros fins, como guerra biológica.

    ResponderEliminar

[pub]