2020/04/14

EDP atacada por ransomware com pedido de €10 milhões de resgate


A EDP foi vítima de um ataque de ransomware, e enfrenta agora um pedido de 10 milhões de euros de resgate, sob pena de serem divulgados dados confidenciais que foram roubados.

Mesmo em período de coronavirus há coisas que parecem não mudar, como é o caso dos ataques de ransomware que já muito deram que falar por altura das vagas do Wannacry e NotPetya que também afectaram inúmeras empresas em Portugal. Desta vez, o ataque à EDP terá recorrido ao Ragnar Locker, um ransomware mais recente que aposta numa táctica diferente, infiltrando-se primeiro nas redes alvo, roubando dados, e só depois revelando a sua presença através da activação do ransomware.


Precisamente por isto a situação torna-se mais complicada, pois mesmo que a EDP consiga repor todas as suas máquinas para um estado funcional e eliminar a presença do ransomware, continuará em risco dos atacantes revelarem / venderem informação potencialmente confidencial sobre a empresa, se não for pago o resgate de 1580 bitcoins (quase 10 milhões de euros) num prazo de 20 dias.

Veremos qual irá ser a decisão da EDP, se irá ceder aos atacantes, ou se arriscará que os dados roubados venham parar à praça pública.

5 comentários:

  1. Ui.. Russos a meterem-se com chineses. Vou preparar as pipocas.

    ResponderEliminar
  2. O que a EDP deve estar a pensar é se a multa por violação do RGPD é maior que o preço do resgate da informação. Depois, pagar 10M€ e não ter a certeza que se fica por aqui também não parece ser uma decisão que lhes pareça fácil. Porque se neste momento já se sabe aqui, também quem quiser escrever uma peça jornalista (estilo Sábado ou Visão) o fará.

    ResponderEliminar
  3. Já devia ter recebido a fatura da EDP há dias e até agora nada, terá a ver com o ataque?

    ResponderEliminar
  4. Este ataque ainda vai dar que falar... Tenham calma

    ResponderEliminar

[pub]