2020/04/06

MS Edge supera Firefox e passa a 2º browser mais popular


A táctica da Microsoft em adoptar o Chromium para o Edge está a dar resultados, com o novo Edge a ultrapassar o Firefox e tornar-se no segundo browser mais popular.

Embora o mercado dos browsers desktop continue a ser dominado pelo Chrome da Google (68.5%), a distante batalha pela segunda posição está bem mais renhida, com a vantagem a estar actualmente a favor da Microsoft. Ao longo dos últimos meses o MS Edge na sua nova versão "Chromium" tem crescido em popularidade (7.59%), o que - coincidindo com a queda de popularidade do Firefox (7.19%)- faz com que o Edge seja agora o browser mais popular a seguir ao Chrome.


Uma vez que o Edge recorre ao Chromium como base, reforça ainda mais a liderança do Chrome na web, o que não deixa de desagradar a todos os que se preocupam com que não se repita a situação que noutros tempos se teve com o Internet Explorer - de haver sites feitos especificamente para determinados browsers, e não preocupados em seguir os standards da web para garantir a sua funcionalidade em qualquer outro browser.

De qualquer forma, considerando o "monstro" em que o Chrome se tornou, bastante distante dos seus tempos iniciais em que se focava na velocidade e reduzido uso de memória, não fará mal darem uma volta por alguns dos outros browsers (como o Firefox) para verem que tal anda a "concorrência".

7 comentários:

  1. O Firefox está cada vez melhor. Nem entendo a popularidade toda, excepto pelo facto do Android ser o ecossistema dominante e por isso, as pessoas adoptem sem pensar o software Google. Mas em termos de performance e interface, o Firefox bate aos pontos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, o firefox no android é uma bela caca para ser sincero, uso na mesma porque como uso no pc prefiro ter o histórico, marcadores e partilha de tabs debaixo da mesma conta mas não tenho qualquer problema em dizer que lá o chrome é melhor.

      Mas, o firefox preview (nome temporário para o novo firefox para android completamente refeito do zero) mesmo ainda em testes está fantástico, já o andava a usar à algum tempo mas à cerca de 1 mês pra cá mudei permanentemente para ele.

      Eliminar
  2. Tentei a semana passada fazer um comparativo de utilização entre o novo edge, o firefox e o chrome. O novo edge é tão melhor. Gasta muito menos processador do que os outros dois a fazer mesmas tarefas e gasta muito menos RAM do que o firefox, a nível de bateria é também muito melhor do que o firefox. Nível de utilização é muito mais suave a navegar do que o firefox sendo que o firefox era comum haver lag durante o scrool coisa que não se verificava nos outros 2. Este novo edge é um produto vencedor, mas necessita de uma melhor gestão das passwords ao nível do firefox, mas penso que essa funcionalidade vi chegar.

    ResponderEliminar
  3. - Não é opensource
    - Mais um prego no caixão de uma internet aberta a suportar a monocultura blink/webkit
    - Não suporta linux

    Não entendo. A sério que não entendo porquê de alguem sacrificar tantos ideais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A maioria das pessoas não consegue ver muito para além do seu próprio nariz. Todos gostam de se queixar das coisas quando elas estão muito mal, mas quando podiam ter feito alguma coisa sobre isso preferiram modas e comodismos e acham que os outros é que são parvos por se preocuparem com isso. Enquanto não os afecta é como se não fosse um problema.

      Eliminar
    2. Vai suportar linux no final deste ano (provavelmente para o ano devido ao corona). As pessoas não vão sacrificar performance à custa do idealismo de alguns.

      Eliminar
  4. Uso o Firefox como browser principal e o Edge ocasionalmente e estou satisfeito com os dois.

    Acho estranha esta notícia, já que segundo o StatCounter o Firefox continua bastante à frente do Edge...

    https://gs.statcounter.com/browser-market-share/desktop/worldwide/#monthly-201903-202003

    ResponderEliminar

[pub]