2020/04/17

WD e Seagate estão a enganar utilizadores com discos NAS SMR


Alguns dos principais fabricantes de discos rígidos, como a WD e Seagate, estão a por em risco toda a sua reputação ao tentarem enganar clientes com discos de baixa capacidade anunciados como sendo adequados para NAS, mas que usam tecnologia SMR que os torna incrivelmente lentos.

Nos tempos que correm - e agora ainda mais devido a quem trabalha a partir de casa - é cada vez mais frequente que as pessoas comecem a ficar interessadas em investir num sistema NAS para uma melhor gestão dos seus conteúdos digitais, backups, etc. Em muitos casos, farão até questão de usar discos que são anunciados como sendo específicos para utilização em NAS em vez de simples discos "normais". Só que isso é algo que agora requer cuidados redobrados, pois fabricantes como a WD e Seagate estão a lançar discos SMR para NAS sem qualquer indicação clara.


O SMR (Shingled Magnetic Recording) é uma técnica desenvolvida para aumentar a densidade de armazenamento dos dados nos discos. Depois de terem aproximado ao máximo as pistas de gravação nos discos, o SMR leva o conceito mais além ao gravar as pistas parcialmente sobrepostas (ao estilo das fileiras de telhas num telhado, umas sobre as outras) praticamente duplicando a capacidade de um disco.


Para efeitos de guardar mais dados isto é uma excelente tecnologia; mas como se pode imaginar, as coisas complicam-se quando é necessário alterar dados no meio de uma destas pistas, já que para mexer num único byte será necessário reescrever toda aquela zona novamente. Isto faz com que este discos sejam apenas recomendados para aplicações essencialmente de leitura, e normalmente em combinação com software optimizado para lidar com essas condicionantes. Mas infelizmente não é o que se passa!


A WD e Seagate estão a vender discos promovidos como sendo para NAS mas que são discos SMR. Estes discos não só são pouco adequados para este efeito devido às velocidades de gravação extremamente reduzidas, particularmente ao lidar com uso misturado de leituras e escritas frequentes; como as marcas parecem fazer todos os esforços para esconder que se tratam de discos SMR.


Ainda por cima, estão a aplicar a tecnologia SMR a discos de capacidade reduzida (como 2TB!) onde essa tecnologia não se justifica - a não ser como forma de reduzir substancialmente os custos, mas depois vendendo esses discos ao preço dos discos normais (ou até ligeiramente mais caro, como demonstrando na imagem acima, dos WD Red 2TB EFRX e WD Red 2TB EFAX, com o EFAX a ser o que usa SMR).

Mais ridículo, a WD está a aplicar esta tecnologia em discos WD Red dos 2TB-6TB, enquanto nos de WD Red 8-14TB utiliza a gravação convencional (CMR) desejável - mais uma vez demonstrando que o intuito é mesmo "enganar" os utilizadores em busca de NAS de capacidade mais reduzida.

Se estiverem a pensar comprar discos para NAS, tenham atenção redobrada a este pormenor.


Actualização: A WD vai ser processada por práticas enganosas.

6 comentários:

  1. Carlos, se reparares os EFAX têm 256 MB Cache em vez de 64 MB e os NAS são ou gigabit (max 100 megabytes/s) o que qualquer disco até de 2.5" consegue saturar essa velocidade (acabei de comprar um de 3 TB 2.5" USB 3.0 e lê a 120 - 130 MBps e grava a 90 - 100) e discos em NAS 10 Gbps estão em RAID, logo raramente um único disco tem que ser muito mais rápido que esses 100 a 150 MBps. Dizes "incrivelmente lento" mas não leio nenhum valor. Se insónias que são lentos (e acredito que sim) então diz que diferença existe em testes reais, porque a tecnologia QLC nos SSD também é muito lenta mas como tem cache SLC ou MLC a maioria das pessoas em tarefas normais nem nota. Daí a pergunta, se a durabilidade da SMR for idêntica ou superior, e a velocidade na realidade para NAS for idêntica, porque a tecnologia não há de ser usada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como podes ver no link colocado, na realidade as coisas podem ser bem diferentes: "The only clue you'll get about these drives being SMR is the appalling sequential write speeds (~40MB/s from blank) and the fact that they report a "trim" function." - que pausas nos momentos em que os discos estão a reescrever sectores que até fazem com que o disco "caia" de um grupo ZFS.

      Penso que será desde logo um bom (leia-se: mau) indicador os fabricantes não explicitarem de forma clara que estes discos usam SMR; e que os tentem vender ao mesmo preço dos discos "normais".

      A única vantagem dos SMR é a densidade de informação acrescida, mas que vem acompanhada por um conjunto de peculiaridades. Faz todo o sentido que seja usado em discos de grande capacidade que vão para o limite do que é possível com discos PMR; não o faz para discos de baixa capacidade como é o caso - a não ser que a substancial redução do custo de produção fosse transferida para o valor final a pagar pelos consumidores.

      Eliminar
  2. Carlos

    Não sei onde foste buscar a ideia dos Seagate, porque não li nada sobre isso.
    Já sobre os WD RED sim há vários relatórios a indicar a informação dos RED de 2 a 6 TB.

    https://www.tomshardware.com/news/wd-fesses-up-some-red-hdds-use-slow-smr-tech

    E sim são discos maus para usar em NAS (sou distribuidor de uma das marcas de NAS mais vendidas), são adequados para cold storage e nunca para armazenamento continuo, como cópias de segurança, por exemplo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Western Digital doesn't appear to be the only hard drive manufacturer doing this—blocksandfiles has confirmed quiet, undocumented use of SMR in small retail drives from Seagate and Toshiba as well."

      Eliminar
  3. Hummmm.. belo tiro no pé Carlos.
    Seagate ‘submarines’ SMR into 3 Barracuda drives and a Desktop HDD

    Que eu saiba Barracuda e desktop drives não são para NAS...
    Cuidado com o que se escreve. O titulo é falso!
    O Luis sabe que sou rigoroso :)

    ResponderEliminar
  4. NÃO VOLTO a comprar um disco EXTERNO WD! Tenho mais de uma dezena... estúpido! Estava a pensar montar um NAS (tirando esta tralha toda as "enclosures") e agora isto! Uma lotaria! Nos modelos mais antigos, eu sabia exactamente que disco vinha lá dentro (era a ref. do produto!!!), nos novos, ninguém sabe! Nem a WD!!

    https://blog.westerndigital.com/wd-red-nas-drives/

    https://www.techspot.com/news/84973-wd-publishes-complete-list-smr-drives-following-user.html

    https://www.servethehome.com/wd-red-smr-vs-cmr-tested-avoid-red-smr/2/

    ResponderEliminar

[pub]