2021/09/28

Brasil contra Apple e Samsung por não incluírem carregadores

O iPhone 13, Galaxy Z Flip3 e Galaxy Z Fold3 voltam a enfrentar problemas no Brasil por não trazerem carregador incluído.

O Brasil vai notificar a Apple e Samsung relativamente à não inclusão de um carregador com os seus novos smartphones - iPhone 13, Galaxy Z Flip3 e Galaxy Z Fold3 - que violam as leis de protecção de consumidores. De acordo com a lei brasileira, é ilegal que um produto obrigue a comprar outro para ser funcional, neste caso, o indispensável carregador; e até ao momento as entidades reguladoras ainda não ficaram convencidas com a explicação da Apple de que isso resulta em "benefícios ecológicos".

Relembre-se que este não é o primeiro caso em que isto acontece, sendo que no início deste ano a Apple foi multada em 2 milhões de dólares por publicidade enganosa e vender um dispositivo sem carregador, sendo que a Samsung se livrou de processo idêntico ao concordar em fornecer gratuitamente um carregador a quem o solicitasse; mas aparentemente ainda não fazendo igual oferta nos modelos mais recentes. Esta multa pode ser renovada ao fim de seis meses, pelo que será incerto em que ponto da situação se estará - especialmente se a Apple tiver apresentado recurso.

A Procon-SP também alerta para que esta prática funciona como uma medida encapotada de aumento de preços, já que os fabricantes deixaram de incluir os carregadores, e isso implica que mesmo que mantenham o preço anterior, o consumidor terá que gastar mais uma dezenas de euros para comprar o carregador que dantes era vinha incluído de origem. Veremos se Apple e Samsung optam por continuar a pagar as multas... se mesmo assim isso lhes ficar mais barato do que oferecer os carregadores.

3 comentários:

  1. Concordo com as autoridades brasileiras. É tudo para pouparem, porque o facto de não incluírem carregador não reduziu os preços. Um carregador original Samsung ou Apple ainda é caro, e os de terceiros nem sempre são seguros ou adequados. Muitas pessoas não têm noção e acabam por comprar um carregador low cost, que pode facilmente danificar a bateria ou o smartphone, pois não incorpora tecnologia necessária para proteger. O carregador original é sempre de boa qualidade e foi elaborado de acordo com as especificações do fabricante. Além disso como muitos smartphones utilizam protocolos de comunicação proprietários com os carregadores para a carga rápida, em muitos casos as pessoas acabam por ter um carregamento muito mais lento.

    ResponderEliminar
  2. Acho que o dispositivo devia de vir com um vale, se fizer sentido para o cliente ter um carregador, poderia levantar gratuitamente na loja.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Num mundo perfeito isso seria a melhor opção...
      Mas para o Brasil e até mesmo Portugal, a implementação disso seria 90% das pessoas a levantar o vale (mesmo não precisando)... e vender o carregador na feira (ou olx...)

      Eliminar

[pub]