2011/09/13

Windows 8 Revelado


A Microsoft revelou hoje mais algumas informações sobre o processo de desenvolvimento e funcionamento do Windows 8 - no site Build Windows.


Para começar, foi logo demonstrado que o novo Windows 8 é mais "leve" em recursos que o actual Windows 7 - e que, como tal, não deverá ter problemas em correr em hardware com alguns anos.


Numa comparação do Windows 7 com o Windows 8, passou-se de 404MB de memória usada e 32 processos em funcionamento, para apenas 281MB e 29 processos. Melhorias que todos apreciaremos.



Tal como era esperado, o Windows 8 está (finalmente) adaptado para um funcionamento total com interfaces "touch", e pudemos vê-lo a funcionar num tablet.




O novo interface "Metro" faz com que o Windows 8 se pareça mais com um "Windows Phone/Tablet" do que com um computador desktop (mas não desesperem, pois o tradicional interface desktop continuará a estar presente).

Terá sido esta a (única?) solução para um problema aparentemente impossível de resolver: a integração total de todo o tipo de computadores e dispositivos móveis sob um único sistema operativo.


Certamente a Microsoft esperará que o antigo interface "desktop" comece a cair em desuso à medida que os developers e novas Apps vão surgindo e tirando partido das capacidades dos novos dispositivos.

Como pontos fortes do novo interface Metro do Windows 8:

  • Experiência de utilização rápida e fluida
  • Mantém a atenção do utilizador (modo imersivo e full-screen) - o que não deixa de ser curioso depois do Windows se ter popularizado por permitir exactamente o oposto: trabalhar com múltiplas janelas! ;)
  • Utilização com interface touch, teclado, rato
  • Apps interligadas entre si e com o sistema
  • O mesmo interface para todo o tipo de computadores e arquitecturas




A nível de desenvolvimento de aplicações, para além de se manter a estrutura tradicional para as Apps desktop, há uma forte aposta nas tecnologias HTML/CSS e Javascript, que passam a ter acesso directo às API do sistema, e como tal a todas as funcionalidades avançadas, de grafismo, media, comunicação, etc. etc.

Enfim... uma estrutura que faz o trabalho "impossível" de ligar os Windows do passado e presente a um Windows do futuro, capaz de ir evoluindo no sentido de permitir uma maior diversidade de equipamentos e interfaces.

... Pelo que se pode ir vendo, e tal como o disse desde a primeira vez que mexi num num Windows Phone 7, parece-me que a Microsoft está a tomar a seguir pelo caminho certo. E acho que esta integração transversal multi-plataforma vai ser um grande trunfo no futuro a médio prazo.

[Windows 8 Preview com Development Tools já disponível para Download]

3 comentários:

  1. O Windows 8, em PCs é sempre uma aposta ganha, por falta de concorrência (bem sei que há sempre uns que se põem em bicos de pés para parecerem que são maiores do que são).

    Mas onde a Microsoft tem que ganhar, porque é aí que está muito dinheiro no futuro é nos smartphones e tablets(as vendas de PCs actualmente pouco mais são do que para cobrir os que são abatidos, só a Apple tem aumentado significativamente as vendas).

    Quanto melhor fizer a ponte entre o Windows Phone e o Windows 8, mais facilidade terá em vender o Windows Phone. O "Metro" parece ser isso. Quanto ao Windows 8 para tablets, se de facto funcionar, sem se "engasgar", então é um caso sério.

    ResponderEliminar
  2. O problema é que quem nao gosto do Metro UI queima-se porque ao contrário dos smartphones, nos computadores o Windows é um monopólio.

    Espero que de para costumizar o UI.

    ResponderEliminar
  3. Pra mim desde q n matem o old desktop ta-se bem...

    ResponderEliminar

[pub]