2016/04/11

A diferença dos 2GB de RAM do iPhone SE vs 1GB do iPhone 5S


Os iPhones há muito que ficaram para trás na quantidade de memória que trazem (face aos smartphones Android), mas o mais recente iPhone SE duplica a memória para ao velhinho iPhone 5S e nada como ver o que isso permite fazer.

A Apple pode dar-se ao luxo de incluir menos memória nos seus equipamentos por apostar numa maior optimização entre o software e o hardware, mas há situações em que não há optimização que substitua a presença de memória. Para o demonstrar, nada como abrir algumas dezenas de páginas no Safari, e ver a diferença de comportamento entre o iPhone SE com 2GB e um iPhone 5S com 1GB de RAM.

Embora se possa considerar que o iPhone 5S continua a fazer um bom trabalho (considerando que se trata de um smartphone de 2013) com apenas 1GB de RAM, tornam-se evidentes as formas que a Apple usou para lidar com essa reduzida quantidade de memória. Embora as tabs continuem a apresentar uma imagem das páginas web que contêm, as mais antigas começam a ser eliminadas da memória e a sua selecção obrigue a que a página tenha que ser recarregada novamente.

A par do CPU A9 bastante mais rápido do iPhone SE, os seus 2GB de RAM permitem manter muitas mais destas páginas em memória disponíveis para serem utilizadas imediatamente. Agora só falta ver se serão necessários mais 2 anos e para a Apple chegar aos 4GB de RAM nos iPhone (quando nos Android já se vai a caminho dos 6GB de RAM.)


4 comentários:

  1. Considerando positivo que o iOS tenha atualizações constantes de melhoria e correções do sistema mas por outro lado a quantidade de memória que colocam nos equipamentos acho insuficientes para serem considerados future-proof. Tenho um 3GS ainda a funcionar mas é evidente a falta de memória! Agora com o 5S começo a detetar mais uma vez essa mesma falta de memória após 3 anos. Penso que seja aqui em que a Apple joga com a obsolecência programada. Considerando a quantidade de memória suficiente quando o equipamento é lançado mas passado 3-4 anos e com as respectivas actualizações esse mesmo equipamento ficam obsoletos.

    ResponderEliminar
  2. "(quando nos Android já se vai a caminho dos 6GB de RAM.)"
    Mais uma vez, considero isto uma bela farsa. E com esses 6GB de RAM faço o quê? E com os octa-cores? Dá para correr o eclipse? Ups... não dá.

    É altas specs para telemóveis que depois comprometem bastante na utilização, que no final de contas, é o que interessa.

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito dos diferentes telemoveis Android que tive, mas a nivel de updates foi sempr epor aí que morriam todos.. a Apple nisso faz um belissimo trabalho. Tenho um Iphone 5 e até ao momento continuo a achar que estou muito bem servido e não sinto a minima necessidade de trocar de telefone.

    ResponderEliminar
  4. eu noto muito menos falta de memória com as apps sempre disponíveis no iphone com 1GB que o android que tinha octacore com 2GB de ram...

    ResponderEliminar

[pub]