2016/04/17

A necessidade da encriptação - explicada de forma simples


A encriptação segura tem estado na ordem do dia, graças a casos como o que opôs a Apple ao FBI, e há quem fique sem saber o que pensar quanto a este assunto. Deveria a encriptação estar sob controlo dos governos, para terem acesso aos dados que considerem ser de interesse?

O vídeo que se segue tenta explicar tudo o que isto implica, de forma simplificada (e figurada). E onde se aponta aquela que será a questão principal: de que mesmo que os governos obriguem a que os fabricantes usem encriptação com backdoors... nada impede que as tais pessoas que queiram escapar a esse controlo usem outras ferramentas que garantam a privacidade dos seus dados. Pelo que, estas medidas deixarão apenas em risco os dados do cidadão comum, e nada impedindo que os ditos "terroristas" continuem a escapar a esse controlo.

... Um pouco à semelhança do DRM, que apenas serve para chatear os consumidores que compram e usam conteúdos legais, enquanto que quem opta pelos conteúdos pirateados fica com todas as facilidades para os utilizar como bem entender.


1 comentário:

  1. Na verdade se os governos banirem a encriptação & autenticação a sério nos produtos electrónicos apenas estão a declarar serem uma cambada de cuscos & criminosos encartados, nada mais. Depois como o vídeo explica bem, manter um sistema de acesso alternativo apenas abre porta a todo o tipo de abusos... pois é conhecido que ao longo da história sempre existiram traidores e pessoas que não seguem as leis a todos os níveis incluindo políticos, policias, jornalistas e juízes... e tal continua a acontecer todos os anos... e ficam as pessoas sujeitas a ficar sem qualquer privacidade/ segurança se qualquer um destes não cumprir as suas funções corretamente, agravando-se pelo facto de que muitas vezes mesmo que no seu país fossem todos perfeitos (e não o são) pode sempre arranjar-se maneira através de outras pessoas em outros países que poderão ter acesso aos mesmos recursos.
    Quantas vezes não foram efectuadas escutas em Portugal e no estrangeiro que acabaram na primeira página de todos os principais jornais? Mesmo quando não era suposto? E o problema é mesmo este, a única forma de prevenir abusos avulso é negar o acesso às comunicações e ponto final. Como o vídeo bem explica, a policia pode violar a casa em algumas circunstâncias, mas tem de o fazer fisicamente... no mundo virtual existem literalmente milhões de indivíduos por todo o planeta a tentar violar a segurança e/ ou privacidade todos os dias a todas as horas... e a segurança e privacidade tem de ser perfeitas todos os dias a todas as horas ou o potencial de danos é enorme.
    Os supostos terroristas conseguem contornar toda a vigilância com frases curtas sem significado aparente, ou conversas que parecem perfeitamente normais mas que têm um significado diferente para os envolvidos... pelo que a intercepção e descodificação apenas serve para facilitar a vida a criminosos de toda a espécie incluindo forças do estado como os serviços secretos portugueses cujo um dos responsáveis já admitiu em tribunal que se cometiam ilegalidades de forma regular nessa mesma instituição... e não é como se tal fosse uma excepção, não é uma excepção nem sequer em relação às restantes forças de segurança públicas, e infelizmente é um problema mundial sem fim à vista ainda.

    ResponderEliminar

[pub]