2016/04/22

Bloquear acesso a utilizadores com adblockers pode ser ilegal


A guerra entre sites com publicidade e utilizadores com adblockers parece estar prestes a entrar numa nova "embrulhada", com a acusação de que bloquear o acesso a quem usa adblockers é ilegal segundo as leis europeias.

Com a crescente popularização dos adblockers, que agora até já começam a ser utilizados com grande facilidade nos dispositivos mobile, muitos sites optaram por retaliar com scripts que detectam a sua presença e impedem o acesso aos conteúdos até que os utilizadores os desactivem. Mas agora surge uma questão pertinente, pois os defensores destas questões da privacidade digital argumentam que isso implica que o site em questão faça a recolha não autorizada de informação sobre o utilizador, para determinar se estão a usar um adblocker - o que é ilegal.

Quem faz a acusação apresenta uma carta da Comissão Europeia a propósito de uma clarificação pedida, e que reafirma essa tal ilegalidade de obter dados dos utilizadores sem consentimento.



Quase poderíamos considerar justiça poética que os sites noticiosos que recorrem a estes bloqueadores de bloqueadores de publicidade fossem processados e multados; mas o mais provável é que estes encontrem uma qualquer excepção que lhes permita continuar a fazer o que fazem (ou, em último caso, adicionam ao texto dos cookies - que ninguém lê - que essa informação será usada para lhes poder bloquear o acesso caso usam adblockers).

Seja como for, a consequência final será sempre a mesma: ao optarem por estas técnicas, apenas conseguirão ir afastando mais visitantes que, com muita facilidade, passarão a visitar outros sites onde sejam melhor recebidos. (E isto sem esquecer que já existem adblockers a bloquear os scripts que bloqueiam adblockers... e assim se entra na espiral sem fim de quem pensa que esta será a melhor forma de obrigar as pessoas a ver publicidade e clicar em anúncios.)

4 comentários:

  1. Fizessem publicidade menos intrusiva que as pessoas deixavam de usar adblockers.

    ResponderEliminar
  2. Já deixei de visitar sites por impedir de ver a noticia. Aparecer um aviso ainda compreendo, depois vai da consciência da pessoa. Também já apareceu aviso a ocupar a página toda com noticia lá para baixo, acabei por bloquear também aquele "aviso enorme". Quando são avisos mais pequenos dá para pensar "se sim ou se sopas".

    Agora se bloquearem completamente a noticia (quando muitas vezes vamos naquele site apenas 1x para ver aquela noticia) passa a ser um site a não voltar.

    Outra coisa é mesmo com adblock clicarmos em link-menu dos sites e abrir popups de outros sites...

    ResponderEliminar
  3. Quando os sites começam com essas porcarias há bom remédio: fechar a página. Nada de views, nada de partilhas. Agora quando um site é na boa e mete tipo um "background" onde deviam tar os ads eu sempre me dou ao trabalho de desligar o adblocker.

    Continuo a achar estranho que não haja adblockers que funcionem em termos de blacklist em vez de whitelist, ou seja, desativados por default.

    ResponderEliminar
  4. Começaram a encher as páginas de lixo e publicidade enganosa, já para não falar em levar as pessoas a instalar porcaria e mais porcaria com adware, spyware e malware... que depois admiram-se de as pessoas se fartarem da palermice... deviam é ter sido levados à falência e à prisão por cada pessoa que viu os seus dispositivos infectados com coisas que não queriam, e com a vigilância não explicitamente desejada. Mas a isto esses que reclamas dos bloqueadores de publicidade não querem que se fale... e menos ainda serem processados por cada pessoa que se vir em tais situações.

    ResponderEliminar

[pub]