2016/04/11

Médicos usam dados de um Fitbit HR para salvar paciente


Da próxima vez que pensarem que usar um wearable que regista a frequência cardíaca é uma mera curiosidade tecnológica, talvez seja melhor mostrarem um pouco mais de apreço por estes gadgets tecnológicos, que até podem contribuir para vos salvar a vida quando menos se espera.

Os wearables podem ser encarados ainda como gadgets "pouco atractivos", mas neste caso podem ter contribuído para salvar a vida de um homem de 42 anos que tinha sofrido um ataque. Quando chegou às urgências, os médicos estavam indecisos sobre repor o seu ritmo cardíaco com um choque eléctrico, pois isso resolveria o problema no caso de se tratar de um episódio ocasional que tivesse sido despoletado pelo ataque... mas poderia causar problemas agravados no caso de ser um problema crónico.

Felizmente, os médicos repararam que o homem usava um Fitbit HR que regista regularmente a frequência cardíaca, e com esses dados conseguiram determinar que se tratava do primeiro caso, assim permitindo a regularização do ritmo cardíaco.

... Passa a ser mais um motivo a ter em conta da próxima vez que estiverem a pensar nas potencialidades dos wearables. (Agora só falta o Android Wear começar a fazer este registo regular da frequência cardíaca ao longo do dia, em vez de apenas o fazer quando se faz a medição manualmente.)

3 comentários:

  1. E se os dados estivessem errados?

    Não foi aqui no AadM que li uma review de um relógio em que estas medições não inspiravam confiança nenhuma?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como em tudo, há aparelhos e aparelhos, e felizmente alguns oferecem fiabilidade bastante boa na leitura. :)

      Eliminar
  2. https://np.reddit.com/r/fitbit/comments/445ppj/hr_reading_consistently_high_last_few_days/

    Algo inesperado :)

    ResponderEliminar

[pub]