2016/05/19

Google apresenta Allo e Duo - novos "messengers" para texto e vídeo


O Google IO 2016 arrancou com a apresentação de vários produtos que a Google irá lançar ao longo dos próximos meses - como o Google Home - e dois deles podem ser encarados como a resposta ao Facebook Messenger/WhatsApp e ao Snapchat: o Allo e o Duo.

Sim, é mesmo verdade, a Google passa a ter ainda mais apps de mensagens - fica a pergunta sobre qual a ordem de prioridade que a Google pretenderá dar a todas elas: começará a ser caricato querer falar com alguém e ficar sem saber se deverá usar o Hangouts, ou as mensagens via YouTube ou G+, ou estes Allo e Duo. Atenção que isso não quer dizer que estas apps não sejam interessantes (porque o são), mas com tanta opção de comunicação parece ser cada vez mais difícil encontrar pessoas que usem a mesma. :P

Tanto o Allo como o Duo usam o número do telemóvel para identificação (o que por outro lado levanta a pergunta sobre como irão ser usados em dispositivos sem "número", como tablets ou PCs). No primeiro caso temos um "messenger" simpático e cheio de funcionalidades curiosas, como a presença de respostas inteligentes automáticas que vão aprendendo em função do que dizemos - e que até pode reconhecer imagens e tudo - acesso ao novo assistente melhorado da Google (que também é usado no Google Home), pesquisa integrada, e outros detalhes engraçados mas que não mereciam o destaque desmesurado que tiveram na apresentação: como a possibilidade de se mudar o tamanho da mensagem a enviar, ou o de se poder rabiscar sobre as fotos! Estamos no século XXI e falam destas coisas como se fosse a maior invenção de sempre; quem não soubesse até pensaria estar a assistir a uma apresentação... da Apple.


No Duo, temos um Snapchat serviço para videochamadas em que a Google fez questão de salientar que teve a ajuda dos criadores do WebRTC e que é altamente eficiente, e com um design que faz desaparecer o interface para se centrar no vídeo propriamente dito. Um toque original é o de vermos quem nos liga imediatamente em video, antes sequer de atendermos a chamada.

Apps simpáticas, sem dúvida, mas seria bom que a Google esclarecesse quais as suas intenções para o futuro. Será que nos apresentam apps como o Allo em que nos dizem que não temos que sair de lá para fazer pesquisas ou rabiscar sobre fotos, mas depois acham que faz sentido andar a saltitar entre Hangouts, Allo, Duo, e sabe-se lá que mais?

9 comentários:

  1. Sempre usei Google Talk/Hangouts, mas acho que é desta que abandono o barco, eles não sabem o que querem, sempre com novos produtos em vez de melhorar os existentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Abandonar o barco por enquanto não, mas de facto é triste ver a Google a apostar em mil e uma coisas diferentes menos naquilo que já tem.
      Tenho pena daqueles que vão aderir a estes novos serviços e daqui a uns anos levarem com o tão habitual 'Spring cleaning' da Google.

      Eliminar
  2. que belo Big Brother que a Google quer implementar, lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quer implementar? Já está implementado há anos.

      Eliminar
  3. Espero que sejam melhores que o Hangouts, a pior plataforma de comunicação que já utilizei. E conseguir ser pior que o Facebook Messenger e Skype é obra...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, até porque tudo o que não é feito pela Apple são tudo cópias muito más

      Eliminar
    2. Nem por isso. O Telegram, o Viber ou o WhatsApp funcionam bem e não pertence à Maçã. Aliás o Messenger da Apple também não é lá essas coisas. Já o FaceTime...

      Eliminar
  4. Sou utilizador do Gmail desde o dia zero e sempre vibrei com muitas das novidades da Google, mas chegados a 2016, sinto que dali não está a vir nada de especial nem sequer novidade.
    Ainda têm o motor de busca mais utilizado de todos e provavelmente, o problema é fazerem lucro a mais a partir dali, porque de resto, sente-se que estão sem norte...

    ResponderEliminar

[pub]