2016/05/07

Nvidia revela GTX 1080 e GTX 1070 - mais rápidas que a Titan X e mais baratas


Quem gostar de ter o máximo de potência gráfica no seu computador tem agora duas novas propostas da Nvidia que serão do agrado dos jogadores (e não só), as novas GTX 1080 e 1070, mais potentes que a Titan X... e muito mais baratas.

O evento de apresentação da Nvidia focou-se em diversas áreas. O Ansel é a resposta da Nvidia à tendência crescente de se tirarem "fotos" dentro dos jogos, e permite que o utilizador possa entrar num modo fotográfico dento do jogo, podendo movimentar-se livremente numa cena, aplicar efeitos e filtros, e no final obter uma imagem que será renderizada com muita mais qualidade e em resolução superior à que seria possível em tempo real - incluindo imagens a 360º que depois poderão ser vistas em VR.



Também no campo do VR temos novidades, com actualizações das frameworks que a Nvidia disponibiliza, com simulação física mais realista; e agora também com áudio que aplica um efeito idêntico ao do raytracing ao som, para um som que será também modelado com maior precisão.




A demonstração Funhouse irá ser disponibilizada gratuitamente no Steam para demonstrar as capacidades do Nvidia VR, e será open-source, para ajudar os developers a criarem experiências idênticas. (Os Oculus Rift voltam a ficar em desvantagem face ao HTC Vive por não terem os controladores das mãos incluídos.)



Outro dos pontos que foi descrito e promovido em força é o "Simultaneous Multi-Projection", uma técnica que permite adaptar o rendering das cenas 3D às diferentes necessidades actuais. Hoje em dia é cada vez mais frequente querer usufruir dos resultados dos mundos virtuais em sistemas multimonitor, em óculos VR, em ecrãs curvos, projectores hemisféricos, óculos lightfield, etc. O Simultaneous Multi-Projection permite criar até 16 viewports distintos sobre uma mesma cena, com resoluções e perspectivas diferentes sem (grande) penalização do desempenho.


É algo que a Nvidia diz que melhorá substancialmente o desempenho em sistemas multimonitor (e que agora terão a perspectiva correcta nos monitores laterais), assim como nos óculos VR, onde em vez de 2 janelas se podem usar 4 para evitar passos adicionais para compensar a distorção das lentes usadas nos óculos, sem desperdiçar o precioso tempo de cálculo em pixeis que não se irão ver.


Mas... o que interessava saber é que novas placas a Nvidia nos ia trazer, e não desapontou.



A GeForce GTX 1080 é a nova placa de topo da Nvidia, que será a mais desejada pelos jogadores, recorrendo ao novo GPU da série Pascal e com novo processo de fabrico de 16nm, e que vem com 8GB de memória GDDR5X (como se fazia prever, não temos memória HBM para manter os custos mais reduzidos). O resultado não desaponta, pois termos uma placa que é mais rápida que uma TitanX, é três vezes mais eficiente em consumos de energia, e - mais importante ainda - é muito mais barata, mantendo-se nos $599 ($699 para a versão especial de lançamento)


Se o preço da 1080 foi uma agradável surpresa, a Nvidia não se esqueceu de quem não quer gastar tanto dinheiro numa placa que já está vocacionada para jogar em resoluções 4K e multimonitor, e lança também a GTX 1070, que continua a ser mais rápida que uma Titan X e a manter 8GB de memória (embora "apenas" GDDR5 e não GDDR5X), mas fica disponível por uns mais convidativos $379 - um preço notável (e muito provavelmente a minha próxima placa gráfica! :)

A Nvidia fez também questão de referir que ambas as placas terão ampla margem de manobra para o overclocking... o que também será do agrado de quem as quer espremer ao máximo.

A GTX1080 ficará disponível no final de Maio, a GTX1070 chega a 10 de Junho, ambas nas versões Nvidia, mais caras. Esperemos que os habituais parceiros não demorem a lançar as suas versões aos tais preços recomendados.

4 comentários:

  1. GTX 1070, parece-me bem. Vamos nessa.

    ResponderEliminar
  2. Agora vamos lá ver é os preços cá...

    ResponderEliminar
  3. Esta noticia é um pouco irritante porque instalei a GTX 970 há 2 meses! E se eu soubesse que iria ter que esperar tanto tempo para receber o Rift teria esperado! E não entendo porque só decidiram anunciar agora depois da maioria das pessoas que fizeram a pre-ordem do Rift já terem trocado de placa ?

    ResponderEliminar
  4. Eu estou com a minha 770 há uns anitos e até jogo uns joguitos de vez em quando. Como até agora tenho posto as coisas no máximo (refira-se a 1080p), não me deu para mudar de placa. Esta próxima geração já parece ser um salto interessante. Gostava no entanto, ao mudar, que fosse para jogar em 4k e aí já obriga a investir num bom monitor 4k com poucos milisegundos. Ora juntando os dois se calhar já estamos a falar de um investimento na ordem dos 800€.

    ResponderEliminar

[pub]