2016/06/17

iPad funcionará como hub HomeKit em casa


O HomeKit da Apple promete unificar o controlo dos dispositivos inteligentes em nossa casa, e agora a Apple joga um "trunfo": vai ser possível usar um iPad como hub em casa, permitindo o controlo dos dispositivos mesmo quando se está fora de casa.

Com o HomeKit, a Apple quer fazer no sector da domótica aquilo que a indústria tem tardado em fazer ao longo das últimas décadas: criar um sistema comum que permita controlar todo o tipo de dispositivos sem nos preocuparmos com marcas ou protocolos. Só que, se o HomeKit facilita o controlo dos dispositivos quando estamos em casa, caso se quisesse controlá-los quando estamos fora de casa era necessário ter uma Apple TV, que servia como hub central em casa para permitir esse control remoto.

Pois bem, afinal não é necessário ter uma Apple TV, bastará ter em casa um iPad sempre ligado.

Embora não me pareça que fosse problemático convencer o público a investir numa Apple TV, que para além desta função permite fazer muitas mais coisas (e tem um preço que se pode considerar relativamente económico face a outros gateways mais limitados no mercado), a possibilidade de se usar um iPad vem permitir que qualquer pessoa com um iPad possa imediatamente começar a experimentar as potencialidades do HomeKit.

Na prática, e tendo em conta que o iPad já é um excelente dispositivo para servir de controlador para casas inteligentes, acaba por ser juntar o útil ao agradável. Bem jogado Apple... e só fico pasmado como é que o resto do mercado tem estado "parado" a ver a Apple lentamente apoderar-se do mercado.

3 comentários:

  1. Pena os ipads mais antigos ficarem de fora..., senão valorizavam no mercado de usados...

    ResponderEliminar
  2. Pena os ipads mais antigos ficarem de fora..., senão valorizavam no mercado de usados...

    ResponderEliminar
  3. O trunfo da Apple é muito simples: não fazem electrodomésticos.

    Samsung vão querer que o seu sistema só funcione com aparelhos samsung, e electrodomésticos samsung.

    Google nunca mais vai convencer fabricantes de electrodomésticos a se juntarem à festa, depois tem a Nest que é uma ameaça desproporciona a eles, as OEMs de telemóveis vão querer por isso só nos modelos de topo de gama, já para não falar da Samsung que vai querer o seu próprio sistema, e não um de terceiros.

    ResponderEliminar

[pub]