2016/06/23

OOZ Labs leva SparroWatch à Maker Faire Lisbon


Da mesma equipa que o ano passado nos trouxe um rover marciano, temos este ano um projecto que combina a "Internet of Things" com o serviço público na monitorização das condições das florestas e detecção de incêndios: o SparroWatch.

O SparroWatch do OOZ Labs é um projecto que nos apresenta ninhos "inteligentes", bem a propósito da internet of things que não pára de aumentar. A ideia é colocar estes ninhos espalhados pelas florestas, ao mesmo tempo criando uma rede mesh de monitorização da mesma - pois cada um deles está equipado com um conjunto de sensores que permite medir a temperatura, nível de oxigénio, humidade, etc.


O facto de serem alimentados por energia solar e recorrerem a uma rede mesh, em que cada um dos ninhos serve como repetidor para a comunicação com outros ninhos, faz com que o processo de instalação seja imensamente simplificado, bastando garantir que um deles tenha comunicação com a internet para que todos os outros também tenham.

Depois, é só aceder ao software de gestão central para se ter acesso em "quase tempo real" à informação recolhida pelos mesmos e que será de extrema importância para situações mais complicadas, como incêndios, que assim poderão ser detectados de forma quase imediata.

Claro que não faltam outras aplicações; o mesmo sistema poderia muito facilmente ser aplicado a postes de iluminação pública e servir como rede de monitorização e controlo da qualidade do ar numa cidade; ou até mesmo no interior de recintos como centros comerciais, etc.

Este fim-de-semana poderão vê-lo ao vivo e em funcionamento na Maker Faire Lisbon (e não deixem de cumprimentar o nosso Luis Correia e restantes membros da equipa do OOZ Labs. :)

1 comentário:

  1. Os Radioamadores usam esse tipo de rede há mais de 20 anos, chama-se rádio packet. Antes de haver internet e gps .

    ResponderEliminar

[pub]