2016/08/02

Análise Devolo dLAN 550 WiFi

Os módulos powerline são uma das formas mais simples de se levar rede a qualquer ponto de uma casa, permitindo complementar ou contornar situações em que o WiFi por si só não resolva. O dLAN 550 WiFi combina ambas as tecnologias para nos oferecer o melhor dos dois mundos, como o nosso Luis Costa teve oportunidade de verificar.



Os dLAN 550 da Devolo já não serão propriamente novidade para os leitores do AadM, pois já passaram por cá e receberam um distinto escaldante. A robustez do conjunto, aliada a uma prestação sólida, fazem dos dLAN 550 uma boa escolha para quem pretende ampliar a rede doméstica. Este conjunto tem contudo uma limitação, pois só permite ligações por cabo. Foi a pensar na mobilidade que a Devolo lançou uma variante dos dLAN 550 duo+, agora com um módulo com WiFi.


Como é norma na Devolo, a caixa apresenta informação técnica sobre o equipamento que contém.


Interessante a tabela apresentada numa das laterais, onde o cliente pode rapidamente ficar a saber as prestações dos adaptadores dLAN.


Dentro da caixa, como habitual, os módulos devidamente acondicionadas, cabos de rede e documentação de referência.


O adaptador com dupla porta de rede é o mesmo que encontramos no kit dLAN 550 duo+.


A novidade está no adaptador com WiFi, que é uma versão mini do adaptador que podemos encontrar no kit dLAN 1200+ WiFi ac. Na parte frontal temos os botões de emparelhamento e WiFi, ambos com um led de duas cores,vermelho e branco, consoante está ou não ligado.

Metodologia do teste


devolo Cockpit é uma ferramenta indispensável na realização dos testes aos adaptadores powerline. Como já tinha testado o dLAN 550 duo+ em divisões afastadas e em pisos diferentes, resolvi testar um cenário mais favorável, em que este kit dLAN 550 WiFi foi emparelhado com um dLAN 1200+, no mesmo piso, mas em divisões diferentes. Em ambos os cabos os adaptadores sincronizaram muito perto da velocidade máxima de 500Mbps.


Quando colocado num piso diferente, e em lados opostos da casa, a sincronização baixou para os 150Mbps. De referir que este valor foi obtido depois de o adaptador ter recebido uma actualização, que "apenas" fez dobrar a velocidade de sincronização, a qual anteriormente se ficava pelos 70Mbps.


Resultados dos testes



550 vs 550 WiFi


Em termos de velocidade via porta de rede, os dois adaptadores registaram um valor próximo dos 100Mbps no Speedtest, isto numa instalação com 200Mbps.


No caso da ligação WiFi, a velocidade de transferência baixou para os 50Mbps.



550 vs 550 WiFi

O LAN Speed Test, como seria de esperar, apresenta melhorias face aos valores obtidos aquando do teste do kit dLAN 550 duo+, conseguindo através da porta de rede chegar muito perto dos 100Mbps.

Apreciação Final


Com a actualização que recebram, os adaptadores dLAN 550 duo e WiFi ficaram ainda melhores, mais rápidos. A velocidade da porta de rede no mesmo piso ficou muito próxima dos 100Mbps, valor que permite a visualização de conteúdos HD sem preocupações. O adaptador com WiFI perde o slot para ligar uma ficha, o que é uma pena pois esta é uma opção sempre útil, que permite não hipotecar uma tomada. Ligar a uma extensão funciona, mas perde-se em desempenho.

Em termos de velocidade da porta de rede, o adaptador WiFi está ao nível do que o dLAN 550 duo fornece. Na ligação sem fios a velocidade baixa para 50Mbps (no mesmo piso), o que sendo bastante inferior, continua a ser mais que suficiente para visualizar dois streams HD do Youtube em simultâneo. Uma palavra ainda para o alcance, com o sinal a chegar bastante longe, ao nível do que o adaptador dLAN 1200+ WiFi disponibiliza.

Este kit dLAN 550 WiFi será uma boa solução para quem necessita de uma ligação sem fios em paralelo com um cabo Ethernet. O desempenho dos adaptadores não desilude e está ao nível do que a Devolo nos habituou, recebendo por isso o desejado Escaldante.


Devolo dLAN 500 WiFi ac
Escaldante


Prós
  • Robustez do conjunto
  • Facilidade de utilização
  • Prestação sólida


Contras
  • O módulo WiFi não tem tomada incorporada.

Por: Luis Costa

1 comentário:

  1. Em relação aos testes de velocidade, Não seria melhor usar algo tipo iPerf, para não estar dependente do acesso ao disco?

    Em velocidades baixas não será relevante, mas quando começa a escalar...

    ResponderEliminar

[pub]