2016/09/14

iOS 10 dá nova vida ao lock screen do iPhone


Se conseguiram fazer a actualização para o iOS 10 sem encravar o vosso iPhone ou iPad, por esta altura estarão a deparar-se com a nova porta de entrada para o sistema, e que se despede do icónico deslizar para desbloquear estreado no primeiro iPhone.

O deslizar para desbloquear foi a principal forma de desbloquear o iPhone durante anos; mas tem sofrido algumas alterações. Desde a chegada do Touch ID no iPhone 5S que o processo de desbloquear o iPhone se tem resumido a carregar no seu home button - portanto dispensando o deslizar do dedo -  e nos mais recentes iPhones 6 e 6S o processo de reconhecimento da impressão digital era tão rápido que praticamente impedia que se clicasse no home button apenas com o intuito de acender o ecrã para espreitar as notificações. Com o iOS 10, tudo volta a mudar...

Não só o iOS 10 se despede do deslizar para desbloquear, como também há um delay propositado em que o primeiro clique se limita a acender o ecrã, e só depois reconhece a impressão digital para desbloquear. Mas, até esse primeiro clique se torna desnecessário, pois agora o iPhone pode acender o ecrã automaticamente e mostrar as notificações (e não só) bastando pegar nele. É uma funcionalidade que irá obrigar a alguma habituação (e que não ajudará quem tem por hábito usar o iPhone pousado numa mesa) - e que também já estava disponível em dispositivos Android há alguns anos... assim de repente lembro-me do Nexus 6 e de mostrar as notificações usando o seu ecrã AMOLED quando detectava movimento.

Não menos importante é que agora o lock screen não se limita a apresentar as notificações ou a dar acesso à câmara (agora situado no ecrã à direito do ecrã bloqueado), como também nos dá acesso ao ecrã de widgets deslizando para o ecrã mais à esquerda. Aqui encontramos todo o tipo de informação e funções rápidas, completamente personalizáveis. Podemos ter o estado do tempo, calendário, próximos eventos, localizações frequentes, destinos do Waze, controlo de luzes Philips Hue... enfim, todo um mundo que fica acessível sem que se tenha que desbloquear o iPhone e tornará o lock screen muito mais útil - e ainda mais nos iPhones com 3D Touch, onde a gama de acções é ainda mais alargada.


Sem dúvida que rapidamente irão surgir as críticas quanto ao potencial para abuso (por exemplo, qualquer pessoa que pegue no meu iPhone poderá aceder e apagar luzes em minha casa, sem necessitar de validar a sua identidade), mas quem desejar poderá limitar o acesso apenas às coisas que deseja... ou a nada.

2 comentários:

  1. O acesso aos widgets com ecrã bloqueado apenas é um atalho, pede sempre verificação de identidade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso para aqueles que redireccionam para a app. Por exemplo, no widget da app Philips Hue, permite-te acender e apagar as luzes directamente, sem qualquer verificação.

      Eliminar

[pub]