2016/09/13

Nexus Launcher passa a Pixel Launcher e ganha icons dinâmicos


Depois dos rumores do fim dos Nexus e a transição para uma nova linha "Pixel", eis que o launcher da Google vem praticamente dar a resposta a isso, passando de Nexus Launcher para Pixel Launcher e vindo também com algumas novidades.

A mudança de nome de Nexus Launcher para Pixel Launcher praticamente dá como confirmado que a próxima geração de smartphones da Google, que serão revelados a 4 de Outubro, passarão a ser integrados na família Pixel - uma família que permite à Google ter total controlo sobre os seus equipamentos em vez de ficar limitado pelas parcerias que existiam nos Nexus (embora a Google continue a depender de outros fabricantes para produzir estes equipamentos - neste caso a HTC para os smartphones, e a Huawei para um tablet).

As diferenças neste Pixel Launcher face ao Nexus Launcher anterior são subtis, contando com coisas como a utilização da transparência na barra de sistema de forma mais abrangente (por exemplo, na app drawer, onde também temos uma ligeira redução no tamanho dos icons das apps, para criar mais algum espaço em branco; e os nomes das apps também sofrem um ajuste mínimo, que é sudiciente para que se possa ver o nome "Android Wear" e "Chrome Beta" em vez de "Android We.." e, ainda mais absurdamente "Chrome Bet."). Mas a parte mais interessante, é que finalmente o launcher da Google passa a permitir icons dinâmicos.

Ou seja, em vez de termos um icon do calendário preso no dia 31, neste novo launcher o icon do calendário passa a mostrar o dia actual, sendo de esperar que o mesmo tratamento seja aplicado a mais icons (relógio, estado do tempo?) e, idealmente, que essa funcionalidade possa eventualmente ser disponibilizada às restantes apps (com as devidas restrições para evitar abusos, obviamente).

De referir que no iOS este aspecto também foi criticado durante muito tempo, e depois a Apple lá resolveu o assunto, ao ponto do icon do relógio até ter o ponteiro dos segundos animado em tempo real - mas sendo uma excepção, já que isso continua a ser algo limitado às apps da Apple e usado apenas no calendário e relógio.


Agora a grande questão será saber quantas destas (e outras) coisas a Google pretenderá implementar como exclusivo para os seus dispositivos Pixel, e quantas irá disponibilizar para os restantes Android no mercado. Sendo que, se se seguir por esse caminho, o panorama dos Android arrisca-se a ser bem diferente daqui por um par de anos....

9 comentários:

  1. Alguém poderia explicar que raio é a palavra "icons"???? Procurei no dicionário e o mais próximo que pude encontrar, na língua portuguesa é "ícones"... está certo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A gente mesmo sem nada que fazer...

      Eliminar
    2. A gente mesmo sem nada que fazer...

      Eliminar
    3. Estou já a escrever ao abrigo do acordo ortográfico de 2078, em que cada um poderá escrever como bem entender. ;P

      Eliminar
    4. Kimaira51, presumo que querias escrever "Há gente mesmo sem nada para fazer"", não?

      Eliminar
  2. Na PlayStore continua como Google Now Launcher.
    E não encontro nenhum Nexus Lancher, nem Pixel Launcher.
    Ou ainda não estará actualizado ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://www.androidpolice.com/2016/09/12/download-new-rebadged-pixel-launcher/

      Eliminar
  3. Se este launcher for exclusivo para telemoveis pixel e não puder usar no meu Nexus5X vou ficar muito desiludido com a Google. E cheira-me que é precisamente isso que vai acontecer

    ResponderEliminar
  4. O design dos ícones é que podia ser um pouco mais modernizado. Continuam com um aspecto um bocado datado.

    ResponderEliminar

[pub]