2016/10/27

Nintendo vai revelar preço da Switch a 13 de Janeiro


Agora que a Nintendo já revelou finalmente a sua próxima consola Switch ("NX") que mistura o conceito de consola portátil com consola fixa, o ponto crítico que falta conhecer é o preço, e isso é algo que a Nintendo promete fazer no dia 13 de Janeiro de 2017.

Depois de não ter sabido aproveitar as vantagens da Wii U, e com a ameaça sempre crescente das plataformas mobile, a Nintendo precisa desesperadamente que a Switch seja um sucesso - e tenho que admitir que a Nintendo conseguiu surpreender com a Switch. É um conceito suficientemente inovador sem ser "loucamente" revolucionário; o que lhe permite manter os custos reduzidos utilizando componentes facilmente disponíveis, e aplicando-lhes alguns detalhes "à Nintendo" que serão do agrado dos fãs.

Há alguns aspectos que poderão não ser consensuais, como não manter a compatibilidade com as consolas Nintendo anteriores, ou ainda o facto de recorrer a cartuchos físicos para os jogos, numa era em que se esperaria que os downloads digitais já tivessem demonstrado ser o caminho para o futuro. Mas é certo que a Nintendo já tem tradição de se querer proteger das "piratarias", e achará que essa opção lhes dará maiores garantias (não que isso tenha impedido o surgimento de cartuchos pirata para as Nintendo DS, que indirectamente mostraram as vantagens de se usarem downloads digitais acumulados num cartão de memória - muito mais práticos de usar do que andar carregado com uma dezena de cartuchos.)

Mas o pronto mesmo, mesmo crítico, será o preço da Nintendo Switch, e isso será algo que só ficaremos a conhecer no início de 2017. A Nintendo também já revelou que espera vender 2 milhões destas Switch logo no primeiro mês em que forem postas à venda - e esse é um número que me deixa um pouco intrigado... pois estava à espera que a Nintendo fosse mais ambiciosa. O que por outro lado pode apontar para que a Nintendo esteja a pensar num preço mais elevado que os 199 euros que me pareceriam ser os ideais para esta consola.

Esperemos que a Nintendo não cometa o erro de definir um preço demasiado elevado, vender pouco, reconhecer o erro, baixar o preço (arreliando os fãs que pagaram o preço original), tentar recuperar a imagem. É algo que é facilmente evitável colocando desde logo um preço verdadeiramente concorrencial (não digo a preço de custo, mas quase - pois há que ver que a função da consola é fazer com que se comprem jogos, e é aí que a Nintendo poderá ir buscar os seus lucros).


Correcção: devido ao fusos horário, a apresentação não será no dia 12 como inicialmente indicado, mas sim no dia 13 em Portugal.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]