2017/01/17

Pack redes sociais da Vodafone dá nova machadada na neutralidade dos dados


A Vodafone dá mais um passo no sentido de tornar realidade o futuro que tanto tememos, disponibilizando um pacote de dados... válido apenas para (algumas) redes sociais.

Quando defendemos a neutralidade da internet, mesmo quando isso até parece ir contra alguns "benefícios" para os utilizadores (como os operadores que oferecem tráfego ilimitado para alguns serviços específicos) é precisamente por sabermos que isso será apenas o primeiro passo para um futuro com uma internet completamente fragmentada. E infelizmente é a Vodafone que nos vem dar razão, com um pacote de dados dedicado às redes sociais.

Este Pack Redes Sociais - que foi lançado há alguns meses mas só hoje reparei nele, ao receber um SMS promocional a convidar-me para aderir - promete dar aos utilizadores liberdade total para aceder às suas redes sociais "sem gastar dados", por apenas mais 5 euros mensais (a somar ao seu tarifário normal).

Ora bem, para começar, a definição de "Redes Sociais" da Vodafone é bastante restrita, limitando-se este serviço aos acessos ao Facebook, Instagram e Twitter. Depois, há também que ter em conta que o tráfego incluído refere-se apenas ao uso das respectivas apps (e não em acessos via web), e que também não inclui tráfego com origem em fontes terceiras, mesmo quando vistos a partir das apps destas redes sociais: ou seja, se alguém vos enviar um vídeo do YouTube através do Facebook ou Twitter, esses dados serão contabilizados e pagos. E por fim o "sem gastar dados" deste pacote traduz-se, na realidade, em 10GB de dados, como indicado nos detalhes da sua Política de Utilização Responsável.

Se isto ainda não vos parece assustador, esperem até que chegue o dia em que os tarifários de acesso à internet serão um labirinto de opções em que terão que seleccionar quantos gigabytes de dados irão querer para aceder a redes sociais, se vão querer alguns gigabytes para aceder a serviços de vídeo, se vão querer pagar a taxa mensal extra para poderem usar tráfego P2P, sem esquecer a taxa de downloads e de acesso a VPNs, mas que apenas estará disponível caso optem pelo pack "ainda sou do tempo em que todos os dados eram iguais".


Por quanto mais tempo irá ser permitido aos operadores tentarem a sua sorte com estas medidas, até que alguma entidades responsável, quer nacional quer a nível Europeu, ponha um travão nesta afronta ao princípio da neutralidade dos dados?


Nota/sugestão: muito mais positivo teria sido disponibilizarem um pack de 10GB de dados por 5 euros mensais... e sem dúvida que também teria direito a notícia... mas das positivas.

5 comentários:

  1. O que me preocupa verdadeiramente, é que os reguladores estão a caminhar no mesmo sentido. Nos EUA e com a Administração Trump, a Net Neutrality vai às urtigas. Na UE, veremos o que acontecerá... a tendência é inventar novas regras absolutamente ridículas na regulação da Web... será a Net Neutrality a excepção?

    ResponderEliminar
  2. Fui verificar se o meu Yorn tem ainda zero-rating para isso e para o Spotify e 5GB para youtube e twitch... ainda tem... :)

    ResponderEliminar
  3. Noutros países as entidades de UE já foram atrás de operadoras por causa desta brincadeira, não entendo porque em Portugal não aconteceu nada ainda…

    ResponderEliminar
  4. a vergonha do costume!..tentar enganar os tolos!

    ResponderEliminar

[pub]