2017/02/02

Bug da bateria nos MacBook Pro era culpa do GPU


Os novos MacBook Pro da Apple viram-se envolvidos em polémica quando a Consumer Reports os chumbou devido a autonomias que variavam entre 4 e 19h horas para os mesmos testes, e embora a Apple se tenha apressado a corrigir o bug muitos terão ficado com curiosidade em saber o que realmente se estaria a passar. E a culpa... era do GPU.

Bem, o caso não é assim tão simples. O MacBook Pro, como muitos outros portáteis, recorre a duas "placas gráficas": uma delas é a placa gráfica integrada no próprio CPU, suficiente para lidar com a maioria das necessidades com consumo mais reduzido; e uma placa gráfica adicional (Radeon Pro) mais potente, para garantir um melhor desempenho em aplicações mais exigentes graficamente.

Ora, o problema estava relacionado com o processo de activação e transição entre estes modos de funcionamento, fazendo com que, de forma algo aleatória enquanto se utilizava o Safari, o MacBook Pro pudesse activar a Radeon Pro e ficar a consumir bastante mais energia - mesmo em situações em que se deixava de precisar de potência gráfica adicional, e até mesmo após se encerrar completamente o Safari.

Com a correcção, a Apple parece ter afinado o nível de exigência necessário para activar a Radeon Pro. Páginas como o Google Maps com WebGL, que anteriormente causavam a activação do GPU mais potente, deixam de o fazer, funcionando apenas com o GPU interno, que "chega e sobra" para este fim. (Por outro lado, comprova-se que o bug acontecia em circunstâncias normais, e não apenas quando se desactivava a cache, como a Apple tinha referido.)

No entanto, há que ter em conta que há situações em que não se pode evitar o recurso ao GPU mais gastador, como quando se utilizam monitores externos. Mas assumindo que estão a usar um cabo USB-C/Thunderbolt 3... também não será problemático, pois estarão a recarregar o portátil simultaneamente. :)

7 comentários:

  1. A culpa não parece ser do GPU (ou seja da AMD) mas sim do software que gere qual o GPU que deve estar a trabalhar (ou seja o SO)

    ResponderEliminar
  2. Exato. Problema de software e não de hardware.

    ResponderEliminar
  3. Exato. Problema de software e não de hardware.

    ResponderEliminar
  4. Outra coisa se usarem o monitor da LG 5k, o monitor não consegue fornecer energia suficiente ao Mac se este tiver a usar cpu e gpu a 100%, o mac precisa de 85w o monitor só debita 65.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso já é habitual na Apple, mesmo com a fonte de alimentação oficial não tem potência para o consumo máximo do portátil, sendo por isso "obrigatório" usá-lo sempre com a bateria (isto no caso dos que tinham baterias amovíveis, já que nos outros... nem se coloca a questão. :)

      Eliminar
    2. Olha que não. Funcionam perfeitamente só com a alimentação (sem bateria). Mesmo nos que não tem a bateria amovível.

      Eliminar
    3. Sim, funcionam, mas fazem throttle do CPU para não ultrapassar os consumos que a fonte é capaz de dar.

      Isto, em modelos de há "uma dezena de anos", não sei se nos mais recentes isto ainda continuará a acontecer (são CPUs menos gastadores). :)

      Eliminar

[pub]