2017/04/13

PGS quer ser smartphone para jogos com Windows, Android e 2 ecrãs


Que vos parece a ideia de ter um smartphone que corre Windows 10, Android, e cujo ecrã pode deslizar para dar acesso a um ecrã adicional e controladores físicos para os jogos, ao estilo de uma consola portátil? É isso que a PGS promete fazer.

A PGS estará disponível em diferentes versões, com a versão Lite a ter características mais modestas e a trocar o segundo ecrã por um teclado. Mas considerando a reduzida diferenças de preço (de $259 para $319) será a versão PGS Hardcore a atrair mais as atenções.


A PGS Hardcore tem um ecrã de 5.9" Full HD e ecrã secundário HD de 3.2", e conta com um duplo sistema de processamento, para Windows 10 e Android. Na parte do Windows temos um Intel Atom x7-Z8750 a 2.56GHz, 8GB de RAM e 128GB UFS; para o Android (6.0) temos um MediaTek Helio X2X a 2.5GHz, 3GB de RAM e 32GB de eMMC. Isto para além das câmaras (13MP e 2MP), GPS, WiFi, LTE, e bateria de 6800mAh - tudo num formato que se ficará por uma espessura de 15mm.

Confesso que é o tipo de coisa que me parece boa demais para ser verdade, mas muito prazer teria em estar enganado e ver este projecto concretizar-se tal como está anunciado. Há muito que digo que seria bom ver regressar o conceito dos computadores "ultra-mobile" tipo o OQO, e este PGS acaba por seguir um pouco nesse sentido, embora numa vertente mais vocacionada para os jogos, o que não deixaria de ser interessante.

Mas por agora, o maior desafio será mesmo ver este PGS tornar-se realidade... algo que esperamos que aconteça sem incidentes, mas sobre o qual manteremos uma dose saudável de cautela.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]