2017/05/22

Patreon já tem 1 milhão de pessoas que pagam mensalmente a criadores


A ideia de que se podem cortar todos os intermediários e deixar que os fãs sustentem directamente os seus artistas favoritos parece estar a resultar, com o Patreon a contar já com mais de 1 milhão de patronos que estão dispostos a contribuir mensalmente para apoiar artistas de todas as áreas.

O Patreon muito tem crescido desde que falamos dele em 2013. Se desde 2014 o site já atingiu a bonita marca dos 100 milhões de dólares pagos a criadores, só para este ano espera-se que esse valor atinja os 150 milhões.

São cada vez mais os criadores que recorrem a este serviço como forma de ganharem dinheiro: músicos, escritores, youtubbers, criadores de jogos, todas as actividades que possam ser apreciadas por outras pessoas. Ao contrário dos tradicionais sistemas com base na publicidade, onde as plataformas ditam as regras (e ficam com percentagem significativa do lucro) e é necessário acumular uma legião de seguidores que gerem "milhões" de visualizações; no Patreon a ligação entre fãs e criadores é directa e monetariamente muito mais substancial. O dinheiro pago pelos fãs vai na sua quase totalidade para a pessoa ou grupo que querem apoiar (o Patreon fica apenas com 5%).

Há casos de criadores no Patreon a receber mais de 20 mil dólares por mês com apenas 4000 apoiantes (uma média de $5 mensais por pessoa), valor que para ser obtido noutra plataformas obrigaria aos tais milhões de seguidores. Por agora não se pode dizer que sejam muitos; em 2016 apenas 35 criadores fizeram mais de 150 mil dólares ao longo do ano; mas vários milhares conseguiram obter mais de 25 mil dólares, o que não deixa de ser um valor já bastante simpático para quem não receberia qualquer valor significativo noutras plataformas.


É certo que nem todos terão possibilidade de apoiar todos os seus criadores favoritos com os valores que gostariam de dar; mas mesmo que seja apenas €1 por mês para apoiar alguém que se goste, não é assim tão complicado (seguramente podem poupar esse euro, e mais alguns, dispensando algumas coisas supérfluas) e pode fazer toda a diferença para quem o recebe.

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Hoje em dia acho que os serviços se dividem em três categorias:
      1) os que já tiveram leaks das BD
      2) os que ainda não tiveram leaks
      3) os que já tiveram e ainda não sabem...
      :)

      Eliminar
  2. Carlos, a alínea 2 é "Os que ainda vão ter" ;)

    ResponderEliminar
  3. Já agora, uma curiosidade. 5% de 150 milhões é qualquer coisa como 7,5 milhões, não é?
    Eu não me importaria mesmo nada de ganhar 7,5 milhões de euros por ano apenas 'intermediando' a tarefa de ajudar os fãs a apoiarem os seus artistas favoritos... ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imagine agora as editoras e as distribuidoras que ficam com por vezes mais do que 50%...

      Eliminar

[pub]