2017/05/05

Telemóveis superam telefone fixo nos EUA


Mudam-se os tempos, mudam-se as formas de comunicação, e nos EUA mais de metade das residência já dispensou o serviço de telefone fixo optando por manter apenas os telemóveis.

O resultado é dado pela CDC norte-americana ("Centers for Disease Control"), que nos seu último inquérito a cerca de 20 mil residências descobriu que 50.8% já depende unicamente das comunicações móveis, dispensando o serviço de telefone tradicional.

O resultado não será propriamente inesperado (o ano passado este grupo já totalizava 48.3% e com tendência de crescimento), e ainda assim é preciso ter em conta que continuam a existir 39.4% que contam com serviço móvel e serviço fixo. Temos também 6.5% que apenas têm serviço fixo, e 3.2% que não têm nem telefone fixo nem móvel.

Esta tendência para depender apenas do telemóvel é mais notória (66%) nos escalões com rendimentos mais reduzidos, onde a eliminação de todas as despesas dispensáveis se torna essencial, mas também nos grupos com rendimentos mais elevados se assiste a uma tendência para eliminar o serviço de telefone fixo, com 49% dos inquiridos a também já terem dado o "corte" ao telefone tradicional.

... Com os operadores a começarem a oferecer serviços de streaming de vídeo "ilimitado" nos tarifários mobile, e as velocidades de acesso a serem cada vez mais elevadas, parece-me que a opção de depender apenas das comunicações móveis começará a tornar-se cada vez mais atractiva. Esperemos é que isso não nos empurre para os tais tarifários que nos afastam da neutralidade da net, onde começaremos a ter que pagar "extras" para poder aceder a este ou aquele serviço.

2 comentários:

  1. Tendência normal aqui o número de utilizadores de telefone fixo só não baixa mais porque está impingido no serviço de internet e TV e lá vamos levando com ele o telefone aqui de casa raramente recebe chamadas que não de telemarketing e fazer chamadas então so para encontrar algum telemóvel perdido pela casa a vantagem do telefone fixo antigamente era o de poder funcionar mesmo sem eletricidade o que era bom para situações de emergência mas com a história dos telefones sem fios e mais recentemente do voip sem eletricidade não funcionam o que para falhas os torna inúteis vai ficando só porque nao se paga mais por isso.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Cá em Portugal só existem tantos telefones fixos porque as operadoras quase que os obrigam a meter, mesmo hoje em dia. O facto de as chamadas incluídas serem o suficiente para a maioria das pessoas em casa faz com que ainda os utilizem.
    Claro que a pessoa pode desactivar os mesmos bastando tirar a ficha do modem.
    A tal vantagem de em caso de emergência continuar a funcionar realmente também já não é válida porque são portáteis e os equipamentos só funcionam se existir electricidade... uma pessoa pode colocar UPS (bateria) mas só se só estiver ligado estes equipamentos do operador é que existe alguma esperança que dure mais que alguns minutos antes da UPS (bateria) deixar de funcionar.

    Aqui era o caso em que o estado poderia ter exigido que o telefone fixo tivesse de funcionar continuamente por vários dias mesmo em caso de falha de electricidade... mas isso significaria que os equipamentos teriam de ser estruturados para tal e que teriam de ter baterias de capacidade considerável para tal ser possível e substituíveis por um modelo padrão disponível no mercado retalhista... para as pessoas puderem manter o sistema operacional ao longo da sua vida útil.

    ResponderEliminar

[pub]