2017/06/28

iOS 11 aponta para iPhone 8 com impressões digitais no ecrã?


Muito se tem falado sobre a possibilidade do iPhone 8 vir com sensor Touch ID integrado no ecrã, e olhando para o mais recente iOS 11... as coisas parecem estar definitivamente a ser encaminhadas nesse sentido.

A versão beta do iOS 11 ficou recentemente disponível para todos os utilizadores, e uma das muitas alterações surge no ecrã de compra de uma app. No iOS 10, depois de se clicar no botão de comprar, surge uma janela popup no meio do ecrã a pedir a confirmação da compra, que poderá ter que ser validade mediante a introdução de um código PIN ou simplesmente pousando o dedo no sensor Touch ID. No iOS 11, o processo é idêntico mas, em vez da janela no meio do ecrã, esse pedido de confirmação surge agora num painel deslizante que surge na parte inferior do ecrã... e que deixa o logotipo do Touch ID num local estratégico que coincidiria com a posição do sensor montado sob o ecrã.

Claro que isto, só por si, não serve de garantia que tal venha a acontecer, podendo ser apenas a representação visual de que se pode usar o Touch ID para validação - tal como acontecerá em todos os iPhones actuais, onde os utilizadores continuarão a pousar o dedo no sensor físico fora do ecrã. Mas, não deixa de ser um detalhe curioso que não deixa de nos fazer pensar nas potenciais implicações secundárias por trás de tal alteração.

Que os sensores de impressões digitais nos ecrãs irão chegar, disso ninguém tem dúvida. A grande questão é apenas saber "quando" e quem será o primeiro fabricante a trazer para o mercado um smartphone com esta tecnologia.

5 comentários:

  1. "A grande questão é apenas saber "quando" e quem será o primeiro fabricante"


    Carlos, tens aqui a resposta, fresquinha fresquinha ;)

    https://www.engadget.com/2017/06/28/vivo-qualcomm-under-display-fingerprint-reader/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse equipamento é apenas um protótipo, como a própria Vivo já referiu. Protótipos com essa tecnologia, todas as marcas já devem estar a testar, a única diferença é que não mostram ao público. Mas daí a dizer que é o primeiro com essa tecnologia, vai um passo muito grande.
      Seja como for, é sempre bom ver alguma inovação num mercado a precisar desesperadamente de inovações.

      Eliminar
    2. Sim, já tenho para daqui a pouco. :)

      Mas é um protótipo... chegar ao mercado implica chegar em volume e disponível para todos os que quiserem/puderem comprar. :)

      Eliminar
    3. Concordo, reformulando, Não sabemos quem será o primeiro a por a tecnologia no mercado, mas já há quem a mostre a funcionar.

      Foi precipitado, tinha acabado de ler a noticia quando vim ver as atualizações aqui ;)

      Eliminar
  2. E depois ainda há uma diferença entre o primeiro a colocar no mercado, e o primeiro a colocar no mercado a funcionar bem...

    ResponderEliminar

[pub]