2017/06/23

iPhone 8 terá ecrã de 2800x1242 pixeis?


As referências ao iPhone 8 continuam a surgir, e agora há indícios de que o próximo smartphone da Apple vai finalmente dar grande salto na resolução do ecrã para níveis mais modernos, revelado pelos registos de visitas a vários sites.

Quando um computador ou smartphone acede a um site na internet, quase sempre envia informação sobre a resolução que está a utilizar (a par de informação sobre o browser, versão do sistema operativo, etc.) Como tal, essa informação torna-se uma excelente forma de detectar novos produtos que ainda estão a ser desenvolvidos, como agora parece ter acontecido com o muito aguardado iPhone 8. Sites como o Macrumors e BGR já conformaram ter registado algumas visitas de um iPhone que anuncia ter uma resolução de "375 x 812" pixeis e que não coincide com nenhum dos modelos existentes.

Esta resolução aparentemente reduzida deve-se ao sistema que a Apple utiliza, de duplicação e triplicação de pixeis. Por exemplo, o iPhone 7 apresenta-se como tendo uma resolução de 375x667, que resulta numa resolução nativa de 750x1334; sendo que no caso do iPhone 7 Plus a resolução anunciada é de 414x736 em modo 3x, resultando numa resolução virtual de 1242x2208 que depois é redimensionada para o ecrã que tem resolução nativa de 1080x1920 pixeis.

A resolução dos iPhones tem sido um ponto criticado. Depois da Apple ter liderado o salto para resoluções elevadas com o primeiro iPhone "retina", acabou por ser apanhada e superada pelos restantes fabricantes. Actualmente os ecrãs Full HD já são comuns até em Androids de baixo custo, com os topo-de-gama a utilizarem resoluções QHD ou superiores (o Galaxy S8 vem com 2960x1440), e finalmente a Apple parece tomar opção idêntica.



A dita referência a um iPhone com resolução de "375x812" em modo 3x coincide perfeitamente com as previsões feitas por Ming-Chi Kuo da KGI, resultando numa resolução efectiva de 1125x2436, resolução essa que seria inferior à resolução física do ecrã (2800x1242) que contaria com área adicional no fundo para uma zona de funções, e também disponibilizaria uma margem de segurança para as áreas que ficam perto das bordas do iPhone e onde provavelmente se terão os dedos a segurá-lo - e também o esperado "recorte" no ecrã na zona superior, para a câmara frontal, sensores, etc.

As previsões parecem começar a encaixar-se perfeitamente nas provas que vão surgindo, revelando que tudo parece estar bem encaminhado para que o iPhone 8 venha mesmo a ser um iPhone capaz de satisfazer as enormes expectativas criadas para o modelo que marcará o 10º aniversário do iPhone. Agora é só ir fazendo um pouco de preparação psicológica para se ter um iPhone que muito provavelmente irá custar perto de 1000 euros, ou mais... (Há 10 anos, o primeiro iPhone foi lançado com preço base de $499, e já era considerado "caro".)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]