2017/06/25

Sharp vai produzir ecrãs OLED de grandes dimensões


A LG tem detido o monopólio da produção de painéis OLED para televisores de grandes dimensões mas isso poderá mudar já no próximo ano graças à Sharp e ao seu novo dono, a Foxconn.

O mercado dos ecrãs OLED tem estado essencialmente dividido entre a LG, para os ecrãs de grandes dimensões dos televisores, e a Samsung Display para os ecrãs de tamanho mais reduzido nos smartphones e tablets. A Sharp era um dos maiores fabricantes de LCDs, e agora sob a nova gerência da Foxconn, parece querer regressar aos tempos áureos... mas desta vez com OLEDs.

Os planos parecem ser o de adicionar linhas de produção de ecrãs OLED a duas das suas fábricas, e que poderiam começar já a produzir ecrãs OLED na primavera do próximo ano. Uma delas dedicar-se-ia a produzir ecrãs para smartphones, tablets e portáteis; a outra dedicar-se-ia aos ecrãs de maiores dimensões destinados aos televisores.

Considerando a proximidade que a Foxconn tem com a Apple, esta aposta nos ecrãs OLED poderá ser um sinal das intenções da mesma de vir a utilizar OLEDs não só para o iPhone 8 deste ano, mas também para os próximos iPhones e iPads no futuro - e diminuir a sua dependência da Samsung nesta área.

1 comentário:

  1. O que acontece na electrónica de consumo - incluindo smartphones e televisores, é que quando se compra, a menos que haja uma avaria que não compensa reparar, fica-se bem servido por uma série de anos.

    Tenho um plasma que nunca mais avaria (custou-me os olhos da cara há uns bons anos). Está a render. Os OLED estão a baixar de preço. Quando avariar, o OLED de grandes dimensões está a 1/4 do preço que custou o plasma :)

    ResponderEliminar

[pub]