2017/07/21

Paco Bandeira culpa os downloads e destrói 50 mil CDs


A internet e a pirataria são um excelente bode expiatório para tudo, e agora é Paco Bandeira que também se queixa disso, tentando recuperar algum do seu mediatismo com a ridícula destruição de 50 mil CDs seus.

Paco Bandeira é um artista que ainda será relembrada pelas gerações mais antigas como sendo um dos artistas incontornáveis da música portuguesa, cuja memória foi manchada há uns anos atrás pelo caso de violência doméstica. Nos últimos tempos, parece estar com dificuldade em lidar com a situação de ter perdido a credibilidade e relevância, e por isso dispara em todas as direcções para se tentar fazer notar novamente...

"Agora toda a gente tira a música da internet, toda a gente faz cópias piratas." - Paco Bandeira
É certo que não está a dizer nenhuma mentira... mas infelizmente, não se aplica a ele. Bastará dar um salto aos sites de pirataria mais populares, como o The Pirate Bay ou o RARBG, para se constatar que por lá já nem se encontra nada seu.


Ou seja... o principal problema dele não é o facto de piratearem a sua música; é o facto das pessoas já nem quererem piratear a sua música, o que, para um artista, será o mesmo que dizer que talvez esteja na altura de mudar de carreira.

Paco também se queixa de outros factores, como o das rádio não passarem a sua música (talvez possa ter a ver com o facto das mesmas não quererem promover ou ser associadas a um artista que foi condenado por violência doméstica); e - e aqui somos obrigados a dar-lhe alguma razão - das Finanças, que nem sequer lhe permitiram oferecer (leia-se: despachar) estes 50 mil CDs para países lusófonos, pois teria que pagar impostos como se os mesmos tivessem sido vendidos. Algo a que não somos completamente alheios, embora em sentido contrário.


Um artista depende de fãs para sobreviver... e não me parece difícil acreditar que qualquer artista que mantivesse uma boa relação com eles, poderia muito bem viver simplesmente à custa deles. Bastaria imaginar uma situação como a de pedir 1 euro mensal para ter acesso privilegiado a um canal seu; e com 10 ou 20 mil fãs pagadores... já teria um excelente complemento.

... Mas se se chega ao ponto em que já nem há que se dê ao trabalho de piratear os seus trabalhos... não me parece que vá ser o seu caso.

Actualização: afinal o caso já é de 2010... embora o vídeo que deu origem - que se segue - tenha sido republicado agora, o que terá gerado esta nova polémica, que afinal já era "velha" (eu bem que fui verificar a data do vídeo... mas desta vez isso não era suficiente).


5 comentários:

  1. Existem imensas pessoas a ganhar dinheiro com o Youtube, o Paco Bandeira poderia andar por lá, entre cantorias e produtos aleatórios poderia ganhar uma boa maquia... quanto à música dele não sei que não o ouço de maneira nenhuma, mas pode ser que se safe pelo menos com a promoção de produtos aleatórios... o Nuno Agonia tem se safado, ou pelo menos é o que parece.
    Mas quem tem dinheiro para fazer 50 mil discos para destruir também não deve andar muito mal... poderia simplesmente oferecê-los cá por Portugal nos seus concertos, se ainda fizer algum... ou também teria de pagar IVA para oferecer nos concertos?

    ResponderEliminar
  2. Quem não acompanha os tempos fica assim, contra tudo e todos.

    ResponderEliminar
  3. Quem bate na mulher nem devia "fazer musica". era dar-lhe com 50 000 cds nas bentas.

    ResponderEliminar
  4. Quem é o Paco Bandeira ??? Fui perguntar ao Google e ao Youtube e fiquei a saber que é uma relíquia esquecida dos anos 70... e não me parece que seja com medidas estericas como esta que ele consiga sair da tumba e voltar á ribalta!

    ResponderEliminar
  5. Cá se fazem, cá se pagam... Espero que viva longos anos, assim tem mais hipóteses de pagar as acções e bocas infelizes que vomitou ao longo dos anos

    ResponderEliminar

[pub]