2017/08/16

Google app e Gboard ganham reconhecimento de voz para 30 novas línguas


Há muitas situações em que falar é mais prático que escrever, especialmente num smartphone quando se está em movimento, e a Google adiciona 30 novas línguas ao reconhecimento de voz na Google app e no seu teclado Gboard.

O reconhecimento de voz da Google é daquelas coisas que, por si só, praticamente faz justificar a utilização do Gboard (pena não suportar dois dicionários simultâneos!) e felizmente que há muito que é capaz de entender português, tanto de Portugal como do Brasil (não confundir com os comandos de voz , cujo suporte em português continua a deixar bastante a desejar face ao inglês).

Esta actualização soma 30 novas línguas e dialectos, elevando o total de línguas suportadas para mais de uma centena, que poderão ser acedidas tanto pelos utilizadores do Google Cloud Speech API, como pela pesquisa de voz na app da Google ou no seu teclado Gboard (disponível para Android e iOS).

Quem usar o reconhecimento de voz em inglês dos EUA também terá direito a poder encontrar o emoji pretendido através da voz, dizendo coisas como "winky face emoji" para o mesmo ser introduzido no teclado Gboard sem necessidade de pesquisar (ou desenhar). Funcionalidade que a Google espera expandir a mais línguas em breve.

2 comentários:

  1. O microfone do Gboard no iOS é uma boa trapalhada
    Ativa-se premindo a tecla espaço - aparece um microfone nessa tecla ... umas vezes sim, outras não.
    Vê-se que não é a API do microfone do iOS porque quando se diz "vírgula" ou "ponto" escreve essas palavras em vez de "," e "."
    Mas a escrita deslizando o dedo é ótima.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já agora, para completar a história do microfone/ditado do Gboard no iOS.
      Apenas em 2014, com o iOS8, a Apple passou a permitir instalar teclados de terceiros (mas não funcionam em apps em que o developer não permita, caso de apps da Apple, nem preencher campos seguros - os que aparecem com asteriscos).

      E a API microfone/ditado do iOS não pode ser incluída em teclados de terceiros (é usada em apps de voz para texto, mas não em teclados).

      Foi a isso que a Google quis dar a volta, usando a app Gboard para suporte do seu teclado Gboard. Ou seja, carrega-se no microfone do teclado, abre a app Gboard, fala-se (vai aos servidores da Google) e a escrita aparece onde se está a escrever. O microfone do teclado não dá para fazer pesquisas no Google Search (mas o microfone da app Google dá).

      A meu ver, o teclado original do iOS tem melhor voz/ditado, por causa da pontuação. Isso não impede o Gboard de ser um excelente teclado para iOS, sobretudo na escrita deslizando o dedo.

      Eliminar

[pub]