2017/09/10

China também vai proibir venda de carros com combustíveis fósseis


Depois de França e do Reino Unido, também a China avança com a intenção de definir um prazo para a proibição da venda de veículos alimentados por combustíveis fósseis.

Embora por agora ainda não tenha revelado qual será o prazo dado para essa proibição, seria interessante que a mesma coincidisse com a meta de 2040 prometida por França e Reino Unido - ou, ainda melhor, que fosse mais ambiciosa e surgisse ainda mais depressa. Se fosse este último caso, até poderia levar a uma "corrida" para a proibição da venda de carros com combustíveis fósseis, onde outros países fossem avançando com metas cada vez mais próximas... numa corrida contra a poluição que até seria bem recebida, já que se vai descobrindo que a esmagadora maioria dos veículos polui muito mais que o anunciado.

Refira-se que a China, enquanto país com cidades com o ar mais poluído do planeta, teria todo o interesse em acelerar essa proibição, e a população muito agradeceria esse passo (e o planeta também).

Mesmo que a meta acabe por ser 2040, acaba por não ser assim tão distante. Bastará recuar 20 anos para ver que já na altura se ia falando de promover os carros eléctricos (infelizmente sem grandes efeitos práticos), mas desta vez as coisas serão certamente diferentes: várias marcas já anunciaram também as intenções de só venderem veículos eléctricos ou híbridos já a partir de 2020, pelo que arrisco-me a dizer que antes do final da próxima década, já todos os fabricantes se terão convertido aos carros 100% eléctricos.

... Com sorte, a meta dos 2040 nem necessitará ser atingida, com o mercado a encarregar-se disso bastante antes.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]