2017/10/24

Análise ao OnePlus 5


A OnePlus é uma marca fez mexer o mercado com o seu OnePlus One, e que desde então tem conseguido manter uma legião de fãs - mesmo se por vezes também se vê envolvida nalgumas campanhas mais polémicas. O seu mais recente topo de gama, o OnePlus 5 está longe dos preços ultra-competitivos dos seus primeiros modelos, pelo que o que interessa saber é se continua a ser um smartphone capaz de fazer frente aos concorrentes.

O OnePlus 5



A nivel de características, o OnePlus 5 vem com tudo o que de melhor se pode ter no momento: com um ecrã AMOLED Full HD de 5.5", CPU Snapdragon 835, 6/8GB de RAM, 64/128GB de flash, câmara traseira dupla de 16MP e 20MP (uma com lente grande-angular, outra com com lente telefoto), câmara frontal de 16MP, bateria de 3300mAh com carregamento rápido Dash Charge (5V4A), e USB-C. (E sim, também temos ficha de headphones!)


Em termos de qualidade de fabrico não há nada a apontar, sendo notório o seu acabamento com qualidade "de luxo". A única coisa que pode acabar por causar alguma estranheza é ser extremamente fino (7.3mm)... o que por outro lado ajuda a que, quando combinado com uma capa de protecção, continue a ser um modelo relativamente compacto e agradável de pegar - e a capa acaba por ser recomendável, já que o seu corpo em alumínio é bastante escorregadio.


As linhas das antenas ficam praticamente imperceptíveis no corpo em metal, e embora a câmara seja saliente... não será nada de anormal face a muitos outros modelos da actualidade.


Outro elemento da marca que se mantém: o botão deslizante na parte esquerda que permite comutar entre modo silencioso, só alarmes, ou normal. Simples e prático, como sempre.


O carregamento rápido Dash Charge



Embora haja um número crescente de smartphones que utilizam sistemas de carregamento rápido, vale a pena falar um pouco deste Dash Charge da OnePlus. Embora já venha a ser utilizado há algum tempo, o Dash Charge tem-se revelado como um campeão do carregamento rápido. Bastam 30 minutos para que se tenha mais de 50% de bateria recarregada, e em cerca de 1h temos o smartphone a 100% novamente - e tudo isto sem que se faça sentir qualquer aquecimento excessivo (como muitas vezes acontece nos sistemas Quick Charge que usam voltagens mais elevadas).


O "problema" deste sistema é que, para funcionar, obriga a que se tenha que usar não só o carregador da OnePlus como também o seu cabo (preparado para suportar a corrente acrescida). Pelo que, não se admirem se as coisas se passarem muito mais lentamente ao usarem carregadores ou cabos "normais" (para algumas pessoas poderá ser conveniente investir num carregador e cabo adicional, se quiserem evitar andar com eles entre casa-trabalho, etc. - embora, para a maioria dos utilizadores, a bateria será capaz de se aguentar para um dia de utilização sem problemas).


Em funcionamento



Embora o OnePlus 5 tenha sido alvo de críticas quanto ao efeito "jelly scrolling" devido à montagem invertida do seu ecrã, a verdade é que isso é um mero pormenor que não afecta em nada a sua utilização. Para além disso, a aposta num ecrã AMOLED Full HD faz com que tenha resolução suficiente sem entrar em exageros (como aqueles modelos que têm ecrãs de resolução mais elevada, mas depois funcionam apenas em Full HD para poupar bateria, a não ser que o utilizador active expressamente a resolução total).

Em termos de velocidade não há nada a apontar, e os utilizadores também podem agradecer o recurso a algumas "batotas" pela OnePlus. A OnePlus recorreu ao truque de fazer overclocking quando detecta algumas apps de benchmarking, mas pelo menos desta vez também recorre a algumas técnicas que melhoram o uso no dia a dia. O OnePlus 5 também faz "overclocking" quando está no processo de arrancar uma app, o que combinado com os seus imensos 8GB de RAM (ou 6GB), faz com que o processo de abrir as apps seja feito em "velocidade relâmpago".

... Uma coisa é certa, seja o que for que lhe atirem para cima, dificilmente encontrarão um smartphone que se comporte melhor que o OnePlus 5 - mesmo se não me pareça que os 8GB resultem em benefícios efectivos (face aos 6GB)... mas, memória RAM nunca é demais, certo? :)




A câmara



Estreando a utilização de câmara dupla na traseira (16MP e 20MP - uma com lente grande-angular, outra com com lente telefoto) seria de esperar que o OnePlus 5 surpreendesse neste campo. Infelizmente não é o caso...



A existência do zoom óptico é útil, mas as fotografias em si acabam por não sobressair face ao que outros topo de gama têm feito. Basta a luminosidade baixar um pouco para que a câmara com zoom rapidamente mostre as suas limitações.





O modo retrato é também uma grande desilusão, com a detecção de distâncias a falhar de forma consistente e manter focadas coisas em redor da pessoa, independentemente da distância a que estiverem. Em vez de termos uma câmara que funciona bem neste modo e que falha ocasionalmente, a verdade é que temos uma câmara que falha quase sempre, e ocasionalmente lá acerta.

A parte positiva é que isto é algo que a OnePlus poderá ir melhorando mediante actualizações do software...






Apreciação final



Longe dos tempos em que nos trouxe o seu primeiro topo de gama a um preço irresistível, a entrada da OnePlus em modelos que se aproximam dos 500 euros afastou muitos dos seus fãs. Mas a verdade é que este OnePlus 5 continua a ser um smartphone topo de gama que acaba por não ter concorrência à altura. Com uma construção de luxo (perdoando-se a ausência de protecção contra água), o OnePlus 5 apresenta um desempenho que poderia servir de referência para todos os smartphones no mercado (mesmo os que custam o dobro)... e com 8GB de memória RAM... bem... isso nem sequer tem comparação.

Infelizmente, também tem alguns detalhes que se desejariam ver melhorados. A sua câmara dupla, que deveria ter sido um dos seus pontos fortes, acaba por ser um dos seus maiores pontos fracos. Este é um exemplo perfeito de como a OnePlus poderia ter beneficiado de uma aposta no software, tal como a Google tem feito nos seus Pixel, e onde o seu método de combinação de imagens para redução de ruído poderia também dar excelentes resultados no OnePlus 5... Infelizmente, a OnePlus não parece ter os recursos (ou especialistas) necessários para o fazer, pelo que nos temos que resignar a ter o que "é possível"... com a esperança de que uma actualização futura possa trazer-nos boas surpresas neste campo.

O OnePlus 5 tem um preço oficial de 559 e 499 euros, mas pode ser encontrado a preços mais simpáticos em diversas lojas online. Por exemplo, neste momento o OnePlus de 8GB pode ser encontrado a 464 euros, e a versão de 6GB por cerca de 420 euros.



OnePlus 5
Escaldante


Prós
  • Desempenho
  • Qualidade de contrução
  • Carregamento rápido Dash Charge

Contras
  • Câmara dupla aquém das expectativas
  • Ausência de protecção contra pó e água

Galeria de imagens







6 comentários:

  1. Até que enfim.....demorou mas saiu.
    Em relação á camera uma possivel solução do utilizador será descarregar a app Google Camera.
    Para mim parece-me que os resultados são melhores

    ResponderEliminar
  2. O meu Nexus5X infelizmente pifou e foi para a garantia. Se não o arranjarem provavelmente compro este

    ResponderEliminar
  3. Carlos,

    Entre este e o Mi6 qual aconselhas?

    Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficas bem servido com ambos... :)
      Pessoalmente preferiria o OnePlus apenas por se manter mais próximo do Android "standard". Mas há quem até prefira o MIUI (para não falar de que podes facilmente usar o launcher da Google e a coisa fica também aproximada...)

      Eliminar

[pub]