2017/10/01

Lockeed Martin também quer chegar a Marte na próxima década


Elon Musk tem grandes ambições para chegar a Marte rapidamente mas não está sozinho nessa corrida. Também a Lockeed Martin quer chegar ao planeta vermelho e diz que poderá fazê-lo durante a próxima década.

A Lockheed Martin não é novata nesta área (está actualmente a desenvolver o módulo de comando da nova Orion da NASA) e propõe a missão Mars Base Camp (MBC) que consiste numa nave orbital - que basicamente são duas naves independentes presas uma à outra, como forma de redundância caso algo corra mal com uma delas; e que também integra um módulo de aterragem reutilizável que poderá ser utilizado para 4 astronautas aterrarem em Marte e regressarem a órbita.


A nave principal suportará uma tripulação de seis pessoas durante os 1000 dias necessários para a ida a Marte e regresso à Terra; e a Lockheed Martin diz que esta missão seria exequível já durante a próxima década.

No entanto, suspeito que será um prazo não muito realista, considerando que toda a missão assenta no pressuposto de que a NASA já terá o seu Deep Space Gateway em funcionamento na Lua - uma "estação de serviço" em órbita da Lua que servirá como ponto de partida para estas missões a outros planetas.

2 comentários:

  1. Que desperdício de dinheiro. Ainda se fosse para satélites para melhorar ainda mais o acesso à Internet pelo planeta todo, agora para ir para Marte... enfim, é mesmo deitar recursos fora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que desperdício de tempo que foi ler um comentário de alguém que vive no século passado

      Eliminar

[pub]