2017/10/15

Waymo começa a preparar pessoas para carros autónomos sem condutor


A Waymo está mesmo disposta a fornecer um serviço de transporte de pessoas em veículos autónomos que já nem tenham condutor, e para isso está a consciencializar os futuros clientes da segurança do seu sistema.

Uma coisa é alguém pedir um serviço de transporte que usa um automóvel autónomo mas que conta com um condutor humano que esteja lá e possa tomar o controlo em caso de qualquer imprevisto, outra completamente diferente é entregar a sua vida a um veículo que, nesta fase, ainda é considerado um protótipo. Como bem sabemos, não é por já se poder ter veículos sem pilotos humanos (isso poderia ser feito nos comboios, por exemplo, ou até nos aviões) que as pessoas aceitariam viajar numa máquina sem uma pessoa aos comandos... e nos carros também será necessário ultrapassar essa barreira inicial.

No caso da Waymo, para além do seu serviço inicial se limitar a uma área bem específica, da qual dispõe de mapas 3D de alta-resolução para que o automóvel saiba precisamente com o que lidar; temos também um centro de comando que monitorizará os veículos em tempo real, podendo intervir em caso de acidente e manter comunicação com os passageiros a bordo (e com canal de comunicação redundante). No veículo, para além dos passageiros terem ecrãs que indicam o que o carro está a ver e a fazer, também existe um botão "pull over", que permite aos passageiros interromperem uma viagem a qualquer momento (com o carro a parar assim que o puder fazer em segurança).

Será um dos primeiros passos de um longo processo de transição que irá transformar as nossas estradas e cidades.


Os veículos autónomos permitirão reduzir o custo do serviços de transporte pessoal e optimizar o trânsito, eventualmente fazendo com que se torne desnecessário dedicar tantas vias de rodagem das nossas estradas a esses veículos. Estão a imaginar como seriam as cidades se o espaço para a circulação se reduzisse a apenas duas vias, sem necessidade de espaço para estacionamentos nas bermas (ou em cima dos passeios!)?

... Bem, esperemos que por cá ainda estejamos para testemunhar isso... Isso, e o fim do absurdo e profundo desperdício de ter dezenas de milhares de pessoas diariamente a perderem horas da sua vida sentadas em filas de trânsito apenas a queimar combustível. ;P

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]