2017/12/11

Google "corrige" Home Mini com toques laterais


O pequeno Google Home Mini veio facilitar o acesso ao assistente digital da Google em nossas casas, mas infelizmente veio também revelar um grave problema de nascença que obrigou a um corte de funcionalidades - que só agora serão parcialmente repostas através de uma actualização.

O Google Home Mini trouxe o custo do acesso ao Google Assistant em casa para os $49, mas infelizmente descobriu-se uma característica indesejada deste produto: o sensor de toque na parte superior registava frequentemente "toques fantasmas" fazendo com que o Google Home Mini escutasse inadvertidamente tudo o que se passava de forma quase contínua, em vez de ser activado apenas com um toque real ou através do habitual reconhecimento do "Ok Google". A resposta da Google não se fez esperar, suspendendo por completo a funcionalidade do sensor de toque no topo.

Só que, se se pode viver sem o sensor de toque para a activação dos comandos de voz, há uma série de outros comandos que se podiam fazer através de toques e cujo desaparecimento se tornava mais problemático, para coisas como: suspender / retomar a reprodução de uma música, silenciar alarmes, terminar chamadas, etc. Algo que a Google felizmente faz regressar com uma actualização de firmware para a versão 1.29.

O toque para iniciar o reconhecimento de voz continua ausente (e a sua falta dificilmente será sentida, já que quem for dar um comando de voz facilmente o precede de um "Ok Google" ou "Hey Google") mas os utilizadores podem agora efectuar os comandos que tinham sido removidos por conta da correcção de emergência feita pela Google, ao estilo dos toques nas laterais que ainda permitiam controlar certas operações.


... É a prova de que mesmo nos dias de hoje, até uma grande empresa como a Google pode "meter água" e lançar um produto no mercado com uma falha que tinha a obrigação de ter sido detectada durante o processo de desenvolvimento.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]