2018/01/06

HMD promove Nokia 6 para segmento superior


A HMD não perdeu tempo, tendo aproveitado os primeiros dias do ano para apresentar um novo smartphone. O Nokia 6 (2018) surge como uma evolução do modelo lançado em 2017, apresentando algumas melhorias mas sem aumento de preço.

Os smartphones até agora lançados pela HMD pautaram-se por um conjunto de hardware bastante equilibrado em termos de desempenho e preço, mas o processador acabava por ser o calcanhar de Aquiles em alguns modelos. Um Mediatek no Nokia 3 era perfeitamente aceitável e até mesmo o Snapdragon 430 no Nokia 5 não causava grandes problemas, mas o mesmo já não se pode dizer do Nokia 6, pois este tinha um ecrã Full HD, mantendo o mesmo processador do Nokia 5.

O Nokia 7 lançado no final do ano passado já teve direito a um processador com melhor desempenho, o Snapdragon 630, unidade que tem recebido a preferência de muitos fabricantes. No caso do Nokia 6 (2018) a escolha da HMD recai também neste processador, decisão que naturalmente se saúda.



O ecrã de 5.5" mantém a resolução Full HD mas a memória aumenta para os 4GB de RAM, sendo acompanhada por 32GB ou 64GB de capacidade de armazenamento, complementada por um slot para cartão microSD.

O preço, na casa dos $230, é interessante, mas o mesmo não se poderá dizer da versão do Android, ainda o Nougat 7.1.1. O facto de a HMD assegurar a actualização para o Android Oreo atenua esta situação, mas para um smartphone lançado em 2018, seria de esperar que isso já estivesse resolvido (até para evitar as questões de que os smartphones lançados sem Oreo de origem podem não ter direito ao Treble).

Para já não há informações sobre quando este Nokia 6 renovado poderá chegar ao mercado Europeu, mas espera-se que a HMD nos dê notícias quanto a isso durante o MWC em Barcelona.

3 comentários:

  1. Lá está bem poderiam por um CPU 630 no Nokia 6 e um 652 ou 660 no Nokia 7 !
    Devem estar a por esses CPU lá para 2019 quando já tiverem alguns novos .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estão ainda a começar, vamos acreditar que conseguem recuperar o tempo perdido.

      E sim, o Nokia 7 devia ter um CPU com melhor desempenho.

      Eliminar
  2. Não esquecer que esta Nokia não tem nada da marca Finlandesa isto é tudo comandado pela HMD

    ResponderEliminar

[pub]