2009/08/10

Comparativo iPhone 3GS / 3G

Eis o momento que muitos estavam à espera: a verdadeira análise "hands-on" ao novo iPhone 3GS, por alguém que passou o último ano a usar diariamente o iPhone 3G.



Em primeiro lugar torna-se necessário relembrar que muitas das novidades do iPhone não têm nada a ver com o 3GS mas sim com o update do firmware da versão 2.2.1 para a 3.0 (e agora para a 3.01.)


Assim, exceptuando coisas como a gravação de vídeo (restringidas ao novo 3GS), a maioria das funcionalidades está disponível para todos os iPhones - e faz estranhar que coisas como o copy/paste estejam a ser usadas na publicidade ao novo modelo.

Como se pode ver também na tabela, a gestão das notificações passa agora a ser um dos pontos mais críticos a merecer uma remodelação por parte da Apple - os avisos modais "pop-up" já não têm lugar neste mundo moderno em que vivemos. É necessário uma melhor forma de gestão de avisos múltiplos, e espero que não demore um ano até que a Apple implemente isso!


Mas adiante... o novo iPhone 3GS então...

As primeiras impressões

Em primeiro lugar, alguns detalhes subtis em que não pude deixar de reparar: a caixa do novo modelo é praticamente igual à do anterior mas... onde a anterior tinha um revestimento de esponja no seu interior, o novo tem apenas plástico. Nada de grave, mas faz lembrar redução de custos.

Desapareceu igualmente o pequeno pano de microfibras para limpar o ecrã que vinha com o 3G - embora aqui possamos desculpar isso como fazendo parte da promoção do novo ecrã oleofóbico que pode ser limpo facilmente com um qualquer pano.

Quanto ao iPhone em si... é virtualmente indistinguível do anterior, e não fosse a referência ao modelo a dizer 16GB em letras mais visíveis seria complicado descobrir as diferenças entre eles:




O processo de transferência

A troca de telemóvel é sempre um processo algo complicado... temos que transferir os contactos, informação, etc. E o caso torna-se ainda mais delicado quando se trata dum smartphone, com todos os programas, dados e configurações que lá tenhamos armazenado.
No caso do iPhone isto é simplificado graças ao iTunes... o meu tão odiado iTunes que fui novamente obrigado a usar para efectuar este processo.

Na teoria é simples: fazer backup do modelo anterior, ligar o novo, fazer restore... e pronto!

Na prática revela-se um pouco mais complicado...

Fazer o backup, e sincronizar o modelo "antigo", isso faz-se sem problemas.
Depois troca-se o cartão SIM para o novo modelo e faz-se a activação... e começam as confusões: novo registo (mas afinal, se eu já estou registado no iTunes?) em que tive que introduzir alguns dados, mas a certo ponto cancelei... E mais algumas perguntas que não me pareceram nada intuitivas... mas lá chegou ao ponto em que começou a fazer o restore das informações para o novo iPhone 3GS.

Terminado o restore, pensava eu que teria o novo iPhone pronto a usar... Mas estava enganado: não sei que raio de coisas o restore faz, mas não me passou as Apps! Para isso é necessário fazer um Sync novamente (grrrr!!!)
Mais um sync... e tudo pareceu ficar - finalmente - como estava! (surpreendentemente até a posição das Apps - que eu já estava mentalizado para ter que reorganizar novamente - ficou direita.)

No entanto, há coisas que não foram "restauradas": as passwords da conta de email, as passwords dos access-points WiFi; foi necessário voltar a introduzi-las.


Tive também que andar a experimentar os vários jogos que tinha, para saber se tinha perdido os "save games". Alguns dos jogos online originalmente identificavam-se com o número de série do iPhone... o que causa problemas quando trocamos de iPhone. Felizmente que na sua maioria já permitem transferir o vosso estado para um novo dispositivo. Nalguns casos isso é feito de forma automática; noutros obriga a remover e reinstalar o jogo; e noutros ainda obriga a fazer uma transferência "manual", introduzindo os vossos dados e número de identificação do novo iPhone. (No caso de terem uma App "problemática", nada como Googlar um pouco.)

De seguida foi altura de verificar se as notificações Push estavam a funcionar como deviam (acho que ninguém está interessado em que as suas notificações acabem por ir parar ao seu iPhone "antigo")... e efectivamente estava tudo direito.
(No entanto, pode haver apps em que seja necessário fazer um "forget this device" no iPhone a ser desactivado - caso do Heyway - senão, se/quando o utilizador do iPhone instalar a mesma App, poderá ver os dispositivos que tinham associados àquele iPhone.)

Outro pequeno detalhe... alguns dos meus calendários do Google no iPhone tinham desaparecido. Foi necessário ir ao m.google.com/sync e configurar novamente.
(E reparei também que não tinha os eventos do Google Calendar a actualizar por "push", activei-os, e funcionam que é uma maravilha! As alterações feitas na Internet são imediatamente actualizadas no iPhone. Só fica a faltar o push email do Gmail de forma nativa.)

E com tudo isto, o novo iPhone 3GS estava agora exactamente igual ao antigo. Altura para finalmente começar a ver do que o novo brinquedo era capaz....



O iPhone 3GS

Agora que finalmente podia olhar para o 3GS com olhos de "ver", a primeira diferença notória era o próprio ecrã. Onde o 3G mostrava uma imagem brilhante o novo 3GS mostrava uma imagem baça e com pouco contraste.

Lá mergulhei eu nos ajustes e definições, para descobrir que apesar do auto-brightness estar ajustado para o mesmo nível nos dois iPhones, a escala no novo é completamente diferente!

Com ambos os iPhones regulados para 50%, a luminosidade no novo 3GS é uma fração da do 3G!

Apenas quando se atinge o topo da escala o brilho no 3GS parece acompanhar o modelo anterior.
Talvez seja propositado para poupar bateria... mas... tendo um ao lado do outro, e para quem vem de um iPhone 3G, a imagem do 3GS não "satisfaz" como vem de origem.

Pior ainda, além do brilho, as próprias cores parecem alteradas, mais "desbotadas" e esverdeadas, e com os níveis de negro a parecerem mais "cinzentos" que no anterior modelo... Algo que pode ser, em parte, causado pelo novo revestimento oleofóbico do ecrã, ou então será algo que poderá ser corrigido num update futuro (tal como já sucedeu anteriormente quando um update alterou ligeiramente as cores do ecrã do iPhone.)

São detalhes que não afectarão quem não tiver termo de comparação... Mas com ambos os modelos lado-a-lado, a qualidade de cor do novo iPhone 3GS parece ser pior que a do 3G - o que não deixa de ser curioso e bastante estranho.


Ultrapassada esta fase de re-adaptação ao ecrã: a verdadeira primeira impressão é...

A VELOCIDADE!

Rapidamente reparámos que todas aquelas pausas a que já estavamos habituados estão agora drasticamente reduzidas. Abrir Apps nos dois modelos lado a lado demonstra uma diferença quase inacreditável; e Apps que anteriormente se notavam "puxar" pelo iPhone, deslizam agora de forma suave e fluida como se nada fossem - como por exemplo o Google Earth.

No iPhone 3GS já a App foi lançada e fez o zoom até ao local onde nos encontramos, enquanto no 3G a App ainda está a ser carregada. É simplesmente incrível!

E o mesmo se aplica a todas as operações que fizermos no iPhone. Aquelas ligeiras hesitações subtis que se sentiam de vez em quando no funcionamento desaparecem agora por completo.

No entanto, espero que os programadores da Apple não usem o novo 3GS como desculpa para começarem a fazer as coisas mal-feitas. É essencial que continuem a desenvolver e a optimizar o código para que seja o mais rápido e eficiente possível nos modelos anteriores; e que consequentemente sejam ainda mais rápidos no 3GS - e não fazer as coisas para que corram no 3GS e se arrastem nos modelos antigos!

(mais um vídeo de comparação do 3GS com o 3G.)


Após alguns dias de utilização do 3GS, voltar a usar um 3G torna-se uma experiência desesperante! Notam-se todas as pausas que antiormente eram normais, e custa a acreditar que aquilo nos parecia rápido. Acho que em parte a culpa se deve ao update 3.0 - que poderá ter tornado o iPhone 3G mais lento - e espero que o desempenho seja melhorado num futuro update. (Não gostaria de ter que entrar em teorias da conspiração de que a Apple tivesse propositadamente tornado o 3G mais lento apenas para justificar o upgrade para o 3GS.)



As novas Funcionalidades

Lamentavelmente, muitas das novas funcionalidades estão apenas disponíveis no 3GS, mesmo não havendo impeditivos de que pudessem ser igualmente possíveis no 3G.

Temos o voice command, que poderá ser útil sempre que não seja conveniente estarmos a olhar para o ecrã (e para controlar o iPod a partir do microfone nos headphones.)

As funcionalidades de text-to-speech estão extremamente bem conseguidas (e adequadamente localizadas, com vozes em português) permitindo ler os emails, icons no ecrã, etc.
Apenas se pedia uma melhor integração que permitisse activar/desactivar esta funcionalidade sem ter que andar sempre a saltar para o ecrã dos settings. Poder ter esta função desactivada mas rapidamente poder ouvir um email seria óptimo para aquelas situações em que vamos a conduzir...
(é de prever que novas Apps comecem a tirar partido disto no futuro.)


A camâra com auto-focus e tap-to-focus, uma melhoramento essencial que permite agora tirar fotos a curta-distância sem preocupações... e até brincar um pouco com fotos artísticas com "depth-of-field".

Experimentem tirar uma foto destas com um iPhone 3G! :)

Lamentavelmente, é pena ver que a Apple não se deu ao trabalho de adicionar algumas funcionalidades à câmara, como a possibilidade de tirar fotos temporizadas, utilizar um zoom digital, etc. (mais uns anos à espera?)

[Para quem quiser ver alguns exemplos práticos das diferenças entre a câmara do 3GS e do 3G fiz um artigo mais específico que podem ver ali no link]


A gravação de vídeo, que tal como os anteriores iPhones fizeram com as fotos, irá popularizar o upload de vídeos para o YouTube a partir de plataformas móveis (e o Google até parece estar a preparar-se para essa explosão). Permite até fazer uma edição básica do vídeo, que será melhorada no próximo update 3.1 e que - não será difícil imaginá-lo - abrirá as portas a Apps de edição "avançada" de vídeo no futuro.




O Nike+... dizem que é fixe... mas não me posso pronunciar sobre isso... talvez seja por correr pouco ou nada! ;)


Conclusão

Tenho que dizer que este iPhone 3GS é tudo aquilo que se poderia esperar de um novo iPhone, tornando a sua utilização mais prática e rápida que nunca.
Para os utilizadores intensivos de um iPhone, o custo do upgrade - embora dispendioso - será certamente justificado; no entanto, não invalida o que já tinha dito de que os actuais possuidores do 3G poderão continuar a disfrutar do seu iPhone durante mais um ano sem se sentirem demasiado "ultrapassados".

Agora só nos resta ir acompanhando as situações do calcanhar de Aquiles do iPhone da Apple... aquela "pequena" questão chamada App Store que continuamente se vê envolvida em polémicas - tal como a mais recente rejeição de uma App de dicionário, por conter palavras obscenas!!!


Para saberem tudo o que o iPhone pode fazer por vocês, caso sejam novos utilizadores, nada como darem uma leitura rápida ao Underground Guide do iPhone, e às dicas de utilização do iPhone 3.0.



O Futuro...

Coisas a melhorar, e que certamente poderemos esperar num futuro iPhone (quem sabe já para o próximo ano)?
Como já referi anteriormente, muitas das coisas têm a obrigação de ser melhoradas via software: melhor gestão das notificações Push; melhores ferramentas para edição de vídeo e fotos; etc.

A questão da execução das tarefas em "background" continua por resolver. Com o novo 3GS a ter o dobro da memória será perfeitamente possível "adormecer" uma App enquanto se recebe uma chamada, e retomá-la exactamente onde se estava - em vez de a reiniciar novamente. Seria até possível manter a App em execução - nem que fosse para certo tipo de apps "especiais", como as de navegação, etc. Será inevitável que a Apple reconsidere a sua posição neste aspecto, face aos concorrentes que o permitem (há muito!)

Quanto ao hardware em si... será obrigatório passar para uma câmara capaz de gravar vídeo em alta-definição à semelhança das populares câmaras que surgiram recentemente (aqui podem ver um vídeo comparativo). É incompreensível também como o iPhone grave estes vídeos ainda em formato 4:3 e não em 16:9... grrr.
Uma câmara frontal poderá também finalmente tornar "comuns" as video-chamadas, desde que feitas através de um programa tipo Skype, e não através das operadoras celulares que cobram valores absurdos por isso.

O ecrã LCD poderá também passar à história e ser substituído por um ecrã OLED - se vários smartphones o têm feito (e até o novo Zune HD tem um!) porque motivo não deverá a Apple optar por estes ecrãs de maior qualidade e mais eficientes?

O resto será especulação... não será exagerado esperar ainda mais poder de processamento; idealmente acompanhado de maior autonomia; mas... daqui por uns meses saberemos, quando começarem a surgir os primeiros rumores credíveis sobre o futuro iPhone "4G".
(E não esquecer que por essa altura, teremos também muito mais por onde escolher, com dúzias de modelos Android -para todos os gostos- já no mercado.)

17 comentários:

  1. Caneta da Porto Edita :D

    nice :D

    ResponderEliminar
  2. Quanto à "censura".

    http://www.appleinsider.com/articles/09/08/06/apples_schiller_personally_responds_to_app_store_criticism.html

    ResponderEliminar
  3. Pequena correcção: A Caixa é identica ao modelo anterior, mas é mais pequena. :)

    Parabens pelo teu exelente Review e pelo pouco tempo que tenho de utilização do 3Gs, acho que está muito completo.

    Abraço,
    NUC.

    ResponderEliminar
  4. Frequinha
    http://feeds.macnn.com/click.phdo?i=6662bbbb45af95d185882bf30e3698cf

    ResponderEliminar
  5. @Carlos

    Estiveste ocupado :)

    ResponderEliminar
  6. Eu meti-me na aventura do 3GS, sem passar pelo 3G. Tinha por comparação um iPod Touch da útima geração e confirmo que o 3GS é bem mais rápido. Parece-me é que o alcance do Wi-Fi (e desligando o 3G no iPhone) é um pouco menor.

    Ainda estou na fase de encontrar as melhores aplicações ... mas já dou conselhos: Se a aplicação tiver uma versão gratuita experimentem-na, é praticamente igual à "pro" - dá para ver se tem as funcionalidades que se pretende e se é amigável. Às vezes serve perfeitamente. É o caso do IM+, custando a versão "pro" €3,99 (em todo o caso, graças à maior concorrência, bastante menos que o IM+ para Windows Mobile que custa €19).

    Se eu comprar uma aplicação e não gostar dela dá para a "devolver" (reaver o dinheiro) ? Parece-me que uma vez vi qualquer coisa escrito sobre isso mas agora não encontrei.
    P.S. Um dia destes chego à fase do "jailbreak".

    ResponderEliminar
  7. E onde comprar?

    As lojas por tenho andado não têm, nem há previsões para quando têm. Saldanha, Amoreiras, Action Store, Aeroporto, Vasco da Gama... Nickles...

    A sensação que tenho é que parece que não querem vender o iPhone. O site nem sequer tem os nºs de telefone das lojas para poder perguntar se têm antes de lá ir.

    ResponderEliminar
  8. @Pedro

    Isso de não haver números de telefone para contactar as lojas é vergonhoso. Já no ano passado passei tempos infinitos para tentar descobrir o número de uma loja, e mesmo ligando para o atendimento me disseram que não podiam dar o número da loja e que teria que lá ir pessoalmente... o_O

    ResponderEliminar
  9. Comprei o meu, há uma semana, na Optimus do Colombo, porque não havia na Vodafone (não tenho razões de queixa).
    Já agora ... Li no post que o 3GS traz um ecrã "anti-gorduras". Nem cheguei a experimentar, tratei logo foi de lhe arranjar maneira de o protejer, incluindo uma película para o ecrã (é muito "cash").
    Uma boa ideia é pedir conselho numa loja da Apple. Arranjaram-me uma capa em condições, por €26 (mais caro que alguns telemóveis, bem sei).
    P.S. Porcaria da correcção automática do iPhone. Tinha-me corrigido "anti-gorduras" por "anti-hirsutas". LOL

    ResponderEliminar
  10. @Anónimo

    Ao contrárrio de muitos outros equipamentos de outrora, o ecrã do iPhone (e de vários outros modelos recentes) é praticamente "blindado" à prova de riscos.
    Após um ano de uso itensivo (com algum cuidado, obviamente) o meu iPhone 3G está praticamente novo, sem ter usado qualquer tipo de carteira ou protecção de ecrã.

    Não recomendo o uso de peliculas de protecção no ecrã, não é mesmo necessário. Poderás usar protecção para a parte de trás (plástica), que é mais facilmente riscável; mas para o ecrã... confia nas novas tecnologias. :)

    ResponderEliminar
  11. ... não confio não. Pode ser síndroma de carro novo, até apanhar o primeiro risco (o primeiro risco dói como o caraças, a partir do décimo é mais um menos um). Em todo o caso com a película bem posta não se nota nada e não notei que alterasse o "touch" (fica a marca, se houver mais com o mesmo síndroma: Capsule Rebel, SwitchEasy)
    E a garantia não cobre riscos nem efeitos de pancadas.

    ResponderEliminar
  12. ... ou talvez não. Isto parece a questão dos relógios "water resitant" ou "water proof". A Apple diz que o ecrã do iPhone é "scratch resistant" e não "scratch proof"
    http://www.youtube.com/watch?v=RYNMXH9sk18&feature=related

    ResponderEliminar
  13. Claro, nada é indestrutível... e olha se a Apple iria dizer isso, e sujeitar-se a uma enchente de processos por causa disso.

    No entanto, é como te digo... os outros testes *abusivos* não são tanga, e pela experiência que tenho, o iPhone dispensa bem o uso do protector no vidro.

    Mas o essencial mesmo é que - caso optes pela pelicula de protecção - que não afecte o funcionamento. Isso é que importa.

    Como inconveninente, no caso do 3GS, vais perder as vantagens do tratamento "olefóbico".

    ResponderEliminar
  14. Está bem. Quando gastar a primeira película vou ver isso das vantagens do "tratamento oleofóbico". Entretanto não te coíbas de fazer mais artigos sobre o iPhone - para desespero dos "HTC Magic" LOL
    É que tenho a impressão que para se conhecer o iPhone é preciso um curso.

    ResponderEliminar
  15. @anonimo engraçado, kem tem os Magic n tem probs, é tao facil de usar q ao fim de alguns minutos ja se sabe usar kase tudo.
    o q popde ficar a faltar é conhecer a quantidade brutal de atalhos escondidos q existem: tip: long press on lcd :D

    ResponderEliminar
  16. ... O vosso ecrã risca LOL

    ResponderEliminar

[pub]