2010/11/11

MEO Games

O dia de abertura do Codebits 2010 serviu de palco à apresentação em exclusivo do novo serviço de jogos online da Meo, o MEO Games.


Este MEO Games/ MEO Jogos funciona de forma semelhante ao OnLive: os jogos são disponibilizados mediante assinatura (neste caso 10€ por mês) com todo o processamento gráfico a ser feito em servidores remotos. Do lado do cliente basta ter um qualquer PC, capaz de ver um stream como se de um vulgar canal de TV se tratasse.

Claro, o segredo está na latência, que precisa de ser o mais baixa possível, para que não exista lag perceptível entre os comandos/movimentos feitos pelo jogador, e a imagem que vê no ecrã.
Por isso mesmo, por agora este serviço estará apenas disponível para os clientes com Meo Fibra - e se por agora é necessário um PC, em breve tal deverá ser possível de aceder via uma set top box da MEO.



(Desculpem a edição do vídeo, mas está a ser feita no iMovie do MacBook Air... e eu não domino isto! :)


Tendo experimentado pessoalmente o serviço Meo Games... a experiência é ainda um pouco "estranha". A qualidade visual dos jogos parece-me suficiente para convencer os utilizadores de um serviço deste tipo... mas o "feeling" parece necessitar ainda de alguns ajustes, particularmente em jogos de acção rápida como First Person Shooters, e jogos de corridas como DiRT, que requerem movimentos de "precisão".

No entanto, é de louvar a MEO ter trazido este serviço para o nosso país, tornando-nos num dos primeiros a nível mundial a ter algo deste tipo.

Torna-se evidente que a vida das consolas dedicadas será bem mais complicada, tendo que competir com estes serviços que por disponibilizam várias dezenas de jogos por uma fracção do custo.

Para além disso, não se corre o risco de ficar com hardware desactualizado, já que poderão disfrutar de todos os jogos recentes, ano após ano, sem se preocuparem com upgrades.

Ou seja... a MEO torna-se ainda mais atractiva, e oferece agora este inovador serviço MEO Games que "é bom e barato"!

13 comentários:

  1. Que video??? O que ai está não está disponível! :(

    ResponderEliminar
  2. Eh pah, isso e MESMO muito fixe, tiro o chapeu ah Meo por ter conseguido implementar uma cena assim :o))

    Estou mesmo muito curioso para ver o video que fizeste!

    ResponderEliminar
  3. Só dá para jogar com o gamepad que eles fornecem? E o rato? E o teclado? Outros gamepads? Não dão?

    ResponderEliminar
  4. O raio do vídeo continua em "processamento"... vamos lá ver se desentope rapidamente....

    ResponderEliminar
  5. Estive a ver na pagina do servico (nao sabia que ate ja o tinham online) e ainda fiquei mais curioso :oP

    Sabes quanto e que eles vao cobrar pelos jogos? E que se e so a mensalidade, estao a anos de luz do OnLive (no que toca a regras de negocio)!

    Estou MESMO curioso para saber como e que eles estao a fazer isto...se a coisa e parecida com o OnLive ou se e algo diferente?

    No OnLive os jogos tiveram de ser customizados (i.e. ves uma opcao extra no jogo que diz "Leave game and return to OnLive" ou algo assim) mas tambem me parece que nao sao os mesmos jogos que sao suportados http://jogos.meo.pt/catalogo/jogos (reconheco ali alguns mas nao todos [talvez apenas tenha estado desatento a oferta do OnLive])).

    E, por fim, estou curioso em relacao ao licenciamento :o)
    Nao sabia disto mas, as leis de copyright / patentes, so sao validas "por pais / continente" pelo que, sera que a Meo esta a pagar licencas ah OnLive por copiar a ideia? :oD

    Pergunto isto porque isto e ALTAMENTE inovador, nao estava mesmo nada a contar ve-lo em Portugal (antes de haver, sequer, um servico tipo Netflix por ai)!

    ResponderEliminar
  6. entretanto, sugiro-vos que vejam este que eu fiz, mesmo ao lado do Carlos no #codebits2010

    http://www.youtube.com/watch?v=JLuhP-6b9oU

    (e este já processou :))

    ResponderEliminar
  7. @Luis
    Sim, os preços são mensalidade "simples"... o que a 10€ por mês se torna altamente apetecível e imbatível! :)

    ResponderEliminar
  8. Muito bom! Finalmente vi o video e fiquei muito impressionado! :o)
    Nao estava la e nao o experimentei (obviamente) mas pareceu-me ainda mais fluido do que o OnLive! (embora tambem seja preciso ver que a minha ligacao e(ra) fraca, e oscilava entre os 3 e os 12mbps pelo que nao era de confianca...

    Com um preco destes, vao arrebentar tudo!
    Como disse, gostava de saber mais detalhes sobre a coisa :o)
    Pelas mensagens em ingles (alguns menus diziam "A carregar jogo" mas outras diziam "Loading"), assumo que isto tenha sido tecnologia comprada la fora e nao desenvolvida pela Meo...

    Mesmo assim, tiro-lhes o chapeu pela inovacao e visao que demonstraram e pelo preco agressivo que parecem estar a praticar! (embora tenha reparado que o apresentador disse "demonstracao do dirt 2" pelo que me faz pensar que o pacote base so tenha demos).

    Btw, completamente off topic, descobri que o Kinect Video na Xbox 360 permite fazer video chamadas, nao apenas com outros Kinect, mas tambem para PCs e Macs com o MSN! MUITOOOO BOM! Ao tempao que andava ah espera de algo assim para poder falar com a familia directamente da sala ;o))))

    Abraco,
    Luis Miguel

    ResponderEliminar
  9. @luis
    A fluidez "melhor" que o OnLive explica-se por isto estar a correr numa ligação de fibra desde os servidores deles ate ao cliente final.

    Só para teres uma ideia, mesmo estando mais de 700 pessoas a usar a net, um dos testes de velocidade que fiz ontem dava mais de 200Mb de download e 100 de upload! :)

    ResponderEliminar
  10. Porra, achas 10 euros mês barato? Mais de um euro para mim já é muito eheh.

    ResponderEliminar
  11. 10 euros era barato se tivesse muitos jogos, bons e recentes. Se for só para ter acesso àquela meia-dúzia de jogos (um dos quais eventualmente demo) do "pacote base", já acho caro.

    ResponderEliminar
  12. Felizmente, sou elegível para contratar o serviço.
    Acho que no mês seguinte vou já experimentar, a selecção de jogos é fraquinha mas já vale a pena pelo menos para experimentar a tecnologia. Não estava nada à espera de ver isto implementado em Portugal num futuro próximo, muito menos antes do OnLive disparar para o mainstream nos Estados Unidos.

    ResponderEliminar

[pub]