2012/11/18

Matrículas Anti-Câmara


Alguns de vocês poderão recordar-se do clássico filme de James Bond com o seu automóvel que tinha uma matrícula rotativa que lhe permitia passar "despercebido", e muitos terão - desde então - desejado ter algo semelhante para evitar surpresas desagradáveis quando percorrem as estradas a velocidades menos recomendáveis. (Não que eu queira incentivar esse tipo de comportamento!)

Agora, temos este projecto NoPhoto de Jonathan Dandrow, que poderá não ter o atractivo sistema mecânico visto no filme de 007, mas que se revela igualmente eficiente - embora não tenha conseguido atingir o objectivo de $80,000 no Indiegogo .

A ideia era simples: consistia numa moldura para a matrícula que era capaz de detectar o flash de uma câmara de controlo de trânsito/radar, e que de forma quase imediata reagia com uma série de poderosos flashes que saturariam a imagem captada, de forma a torná-la completamente inutilizável.

... Sem dúvida que seria interessante ver como é que as autoridades iriam reagir a uma matrícula estroboscópica! :)

8 comentários:

  1. Não conseguiu angariar o necessário, porque esta invenção não serve para as SCUT, pois se assim fosse, os tugas compravam o stock todo.. :-)

    ResponderEliminar
  2. OFFTOPIC: o serviço cloudPT já está acessível em cloudpt.pt e está funcional e, embora diga que só está disponível a partir de 10/Dez, dá para fazer login no canto superior direito com uma conta sapo e todas as apps windows, android e linux estão funcionais, aproveitem desde já os vossos 16 GB.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 16 gb já cá cantam. Mas como tenho muito mais do que isso no dropbox e pastas partilhadas lá, não sei até que ponto irei dar muita utilidade ao serviço da PT. Mas já não é nada mau.

      Eliminar
    2. Tentei testar em virtual box, e de todas as vezes que tento iniciar dá sempre erro. Acho que vou esperar mais uns meses até a aplicação ficar um pouco mais madura.

      Eliminar
  3. P'r' aí há uns cinco anos enganei-me em 10 cêntimos nas moedas que entreguei para pagar uma portagem. As almas da Brisa deram-se ao trabalho de ver, pela fotografia da matrícula, de quem era o carro e de me enviar uma citação por carta registada que tive que levantar nos correios.

    Não paguei os 10 cêntimos e não aconteceu nada, mas fiquei a pensar por que raio gastavam mais para cobrar do que o valor da dívida. Bem, ao menos agora a Segurança Social também me está a cobrar uma dívida de 10 cêntimos - mas já lhe acrescentou €46 de juros, filhos da mãe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. penso que este sistema com algumas afinações tb se pode usar contra a segurança social :)

      Eliminar
    2. É difícil. Os sistemas informáticos deles são muito avançados ;)
      São do melhor que há em estramboloscopia.
      http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=600844&tm=8&layout=122&visual=61

      Eliminar
  4. Quase que aposto que o motivo pelo qual este projeto não teve financiamento esteve relacionado com o facto de que caso entrasse em produção imediatamente se tornaria ilegal em todos os países.
    De qualquer forma, excelente ideia.

    ResponderEliminar

[pub]