2012/12/19

Os Atrasos no Kickstarter


Demonstrando que a realidade muitas vezes não coincide com os "planos", dos 50 projectos mais populares do Kickstarter, apenas 8 foram finalizados nas datas anunciadas. Os restantes dividem-se entre os atrasos "pequenos", "grandes", e... os que ainda nem se sabem quando vão estar prontos.

Atrasos que já causaram inúmeras frustrações nos apoiantes - muitos dos quais pensariam que este tipo de projectos seriam coisas garantidas - e que fizeram até com que o Kickstarter viesse clarificar que não é uma loja.

Especialmente nos projectos que envolvem hardware, os atrasos e complicações do mundo real são factores recorrentes que vão provocando atrasos. Mas temos também diversos casos de projectos "software-only" que tem sido adiados sucessivamente.

Que tal tem sido a vossa experiência? Já apoiaram algum projecto do Kickstarter - e tem estado a cumprir os prazos, ou nem por isso? (Eu já apoiei 5 projectos, dos quais um está para chegar nas proximas semanas, outro já leva um atraso previsível de 4 meses, e os outros três... são só para o ano.)

4 comentários:

  1. Já apoiei dois: o blink(1) da thingM e o Digispark. Ambos estão com atraso de 3 e 2 meses, respectivamente, e estão ambos agora na fase de shipping (espero recebe-los nas próximas 2/3 semanas).

    Sendo ambos projectos de hardware, sofreram problemas com produção e suppliers, o que causou os atrasos.

    No entanto, mantiveram os seus backers informados do estados doa projectos. Já alguns backers dos EUA receberam o blink(1), e já fizeram projectos interessantes com estes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Digispark também vai ser o primeiro que vou receber... :)

      Eliminar
  2. Ainda ontem estive a vasculhar a plataforma e apercebi-me disso, alguns até clarificavam, se não recebessem as quantias que "pediam" não havia direito a devolução de investimentos...

    O que é pena, vê-se por lá tantos projectos válidos e investidores interessados,
    mas depois há malandrice, preguiça e só nalguns casos ocorrem realmente atrasos no fornecimentos de componentes.

    É a desculpa da era tecnológica, ou será que os fabricantes não tem stocks, ou não querem vender, componentes?!??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a questão dos volumes... Com empresas a encomendar centenas de milhar, ou milhões de componentes, têm toda a prioridade. E depois há as lojas, que tem poucas unidades de muitas coisas.

      Portanto, quem depois pretender fazer algo em volumes que ficam "no meio" (precisando de maior volume do que se pode comprar numa loja ao publico - mas sem volume para poder ter "peso" num fornecedor) as coisas ficam complicadas...

      Eliminar

[pub]