2013/01/23

O Fim do Arco Íris dos Smartphones Perdidos

Diz a lenda que no final do arco-íris temos um pote cheio de ouro e de riquezas... mas para os clientes da Sprint (operador norte-americano de telecomunicações) que percam os seus telemóveis - ou sejam roubados - a pesquisa pelo local onde estarão vai dar a um local indesejado: a residência de Wayne Dobson, de 59 anos, que não tem - nem quer ter nada a ver - com isso.

Os operadores de telecomunicações utilizam um processo de triangulação para determinar a posição aproximada dos equipamentos, mesmo que estes não tenham GPS, e com uma precisão que pode oscilar entre as dezenas e as centenas de metros. Infelizmente, devido a um qualquer bug no sistema, há muitos casos em que os telemóveis desaparecidos surgem como estando nas coordenadas da casa deste senhor. Situação que já tem causado inúmeros transtornos, ao ponto de ele já estar habituado a ter pessoas a espiar misteriosamente a sua casa, ou a abordá-lo exigindo a devolução dos seus telemóveis. Até a polícia já lá foi parar por engano, em resposta a um incidente que erradamente também ficou associado às suas coordenadas.

Agora, Dobson já tem cartazes a alertar para a situação, esperando que assim possa dormir algumas noites descansado - sem que algum cliente furioso lhe bata à porta em busca do seu precioso telemóvel que aparece no estando naquele local.

... Parece-me o equivalente moderno e high-tech da velhinha "piada" de colocar o número de telefone de alguém como vendendo alguma coisa altamente apetecível a preço de saldo nos classificados num jornal, e depois assistir à inundação de telefonemas que se prolongarão pelos próximos dias.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]