2013/11/17

O que valem as Sony A7 e A7R?


A Sony é uma das marcas que mais tem apostado na evolução das câmaras fotográficas nos últimos anos, libertando-se dos componentes ancestrais que permaneciam mais por tradição do que por necessidade (espelhos, prismas, etc.) e criando novas câmaras pensadas de raiz para os tempos modernos - e cujo exemplo mais radical são as lentes câmara QX10 e QX100, que levam esse conceito ao limite. Mas falando de câmaras "inteiras", as mais desejadas do momento são as novas Sony A7 e A7R.


Quando se fala de câmaras, o elemento essencial é o sensor que utilizam, e para a A7 e A7R a Sony não esteve com meias-medidas e optou por utilizar um sensor full-frame; ou seja, um sensor que tem a mesma área que um negativo de 35mm que é considerado a referência.


Colocando em perspectiva o tamanho do sensor usado em smartphones e câmaras compactas digitais, depressa se percebe porque motivo as câmaras com sensores full-frame se destacam. Estamos a falar de sensores "monstruosos", capazes de receber muito mais luz e consequentemente funcionar em situações de pouca luminosidade onde os sensores de tamanho reduzido nem seriam capazes de ver o que está à sua frente (e quando o fazem, ficam com o bem conhecido "grão" que destrói qualquer expectativa de ter uma foto ou vídeo com qualidade minimamente aceitável.)

Claro que com sensores desta dimensão, torna-se ainda mais importante ter uma lente capaz de tirar partido das suas carcterísticas... e isso faz com que estas câmaras que custam cerca de 1800 e 2100€ obriguem a investimentos adicionais para tratar desse assunto.

Mas o que é certo é que depois poderão tirar daquelas fotos em que todos que olham para elas ficam a pensar: "mas porque motivo as fotos que eu tiro com a minha câmara de 200€ não ficam assim?"

... Embora não seja uma comparação justa, bem que fico curioso para ver que tal um Lumia 1020 se comportaria face a uma A7! :)

2 comentários:

  1. Todavia não esquecer a importância do grupo óptico que está à frente do sensor. Na maior parte das vezes, são as lentes que fazem a diferença. Por isso, neste momento, não deve ser justo comparar fotos de telemovel com as de uma dslr.

    ResponderEliminar
  2. Viva

    Boa tecnologia, mas o que mais interfere com a qualidade de algo que pode ser chamado de fotografia, é o que está por trás da máquina... ;)
    Claro que se o material for topo, isso ajuda, mas...

    Conheço pessoal com 4/5 mil € de material nas mãos, e com um resultado de bradar aos céus..., mais valia terem comprado uma qualquer point&shoot...

    ResponderEliminar

[pub]