2013/12/17

Google prepara-se para regressar às nossas casas com o EnergySense?


Há rumores de que o Google estará a testar um novo conjunto de dispositivos destinados à domótica, a começar por uns termostatos ao estilo "Nest", ligados à internet, e que permitirão poupar energia ajustando-se automaticamente às condições do momento de forma inteligente.



Confesso que fico um pouco surpreendido com esta notícia (embora a receba de braços abertos) pois o histórico do Google neste capítulo tem deixado bastante a desejar. Ora vejamos... O Google tinha o serviço de monitorização de consumos: o powermeter; que depois cancelou sem nunca ter dado uma justificação. Depois, apresentou-nos o seu Android@Home em 2011, com "pompa e circunstância", e fazendo antecipar uma nova era na domótica, com o Android como base... Mas os anos foram passando e as esperanças que aquilo que tinha sido prometido se realizasse desvaneceram-se... com muita pena minha.

Bem gostaria de ver o Google a regressar em força a este mercado - e que este programa EnergySense seja o primeiro passo para isso - mas considerando o desprezo que já demonstrou ter por esta área (e por todos nela interessados;  por nem sequer se dignar a explicar o que se passou com o Android@Home), acho que o mais seguro é não criar grandes expectativas.

E uma vez mais... não sei mesmo porque uma Apple, Microsoft, Samsung, ou outro "gigante" não se aventuraram já neste mercado, que está mesmo "desesperado" por algo deste tipo. É que depois do primeiro se lançar nisto... todos os outros irão chegar tarde demais!

3 comentários:

  1. Ainda vou enviar a minha tese em Controlo Preditivo Distribuído para Conforto Térmico em Edifícios para a equipa da Google a ver se pega xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e porque não? a google acaba de comprar um gigante de domotica e robótica, era uma boa oportunidade... VAI NUNO SIGAAA,,, abraço

      Eliminar
  2. Não há dúvidas que a Google tem capacidade para controlar seja o que for. Nos dispositivos mais simples talvez consiga: Compro um temporizador para a ficha e posso programar a que horas o meu termo-ventilador se liga para me aquecer o quarto, tipo 30 minutos antes de chegar a casa. Com outro temporizador programo a que horas se liga o radiador e óleo. Mas para a porcaria do Ar Condicionado SAMSUNG tenho de carregar na porra do botão do estúpido telecomando! Isto não é evolução: É retrocesso! Antigamente as máquinas de lavar tinham um programador mecânico! Com um temporizador programável podia-se "agendar" a lavagem para as 6 da manhã! As máquinas actuais "perdem" a programação ligadas a um temporizador "clássico"!!! Que raio de involução é esta?

    ResponderEliminar

[pub]