2014/02/20

Facebook compra WhatsApp por $16 mil milhões


Se pensavam que a compra "bilionária" do Instagram tinha sido loucura, então sentem-se (e apertem o cinto) pois o Facebook voltou a fazer uma aquisição que faz com que o Instagram pareça ter sido uma pechincha: o Facebook vai comprar o WhatsApp por $16 mil milhões de dólares!



Só os próprios poderão saber como é que este valor astronómico foi acordado (durante um jantar na noite de S.Valentim, ao que parece)  num total de $4 mil milhões em dinheiro, $12 mil milhões em acções, e ainda contempla $3 mil milhões adicionais em acções especiais para os fundadores e funcionários do WhatsApp que só poderão ser vendidas após quatro anos. Do lado de fora, os analistas tentam justificar este valor com os números igualmente únicos em redor desta app de mensagens instantâneas: o WhatsApp é usado por 450 milhões de pessoas todos os meses, dos quais 70% usam os serviço diariamente (e isto sem que alguma vez tenham gasto $1 em publicidade ou marketing).

Para além do mais, tudo isto assenta numa empresa que apesar de processar 50 mil milhões de mensagens por dia, tem apenas 32 engenheiros - algo igualmente inédito na indústria.

Por outro lado, os fãs mais aguerridos desta app que se destacava precisamente por "não querer saber nada dos utilizadores" - tudo é feito com base no número de telefone de cada pessoa para evitar logins e usernames, e as mensagens são eliminadas dos servidores assim que são entregues - poderão não olhar com bons olhos que agora este serviço passe a pertencer à empresa que mais dados gosta de saber sobre os seus utilizadores; mesmo com as promessas do FB de que o desenvolvimento e funcionamento da WhatsApp ser irá manter "na sua maior parte" inalterado (restará saber o que é que eles entendem por "maior parte"... mas penso que se obrigassem a fazer login via Facebook seria um autêntico suicídio para a app).


Mas ainda vamos ter que esperar para ver se as entidades regularas aprovam esta aquisição. Mesmo que não seja aprovada, o WhatsApp receberá $2 mil milhões - ou seja, o dobro do que custou o Instagram... e sem ter sequer que ser vendido. Posto em perspectiva, a recente compra do Viber por $900 milhões até parece ter sido uma pechincha. :)

[via Facebook, Mark Zuckerberg, WhatsApp]

9 comentários:

  1. É precisamente esse o receio. Caso o facebook introduza PUB ou integração com outros dos seus serviços, acho que se dará novo retrocesso na empresa de Mark Zuckerberg!...

    Todo este valor astronómico apenas revela as preocupações interiores do facebook e que vinham sendo anunciadas nos últimos meses com a perda continuada de utilizadores.

    Essa módica quantia(o total), apenas representa 13 vezes o benefício anual do facebook e representa um valor de 42$ pagos por cada utilizador WhatsApp, quando Rakuten pagou o ridículo valor de 3$ por cada utilizador do Viber... é caso para dizer que o facebook fez a compra da sua vida!!!... :)

    Quanto a WhatsApp em si, é sem dúvida uma App extremamente bem concebida, coisa que se faz notar ao somar 1 milhão de novos usuários diariamente!!... :)

    ResponderEliminar
  2. Faltou dizer que o valor incrível desta compra confirma os rumores de que os jovens estavam a preferir outras redes que não o facebook (http://techcrunch.com/2014/01/05/facebook-without-the-cool-kids/), o que até certo ponto já tinha sido admitido pelo próprio facebook (http://money.cnn.com/2013/10/30/technology/social/facebook-earnings/). Quem tem cu tem medo...

    ResponderEliminar
  3. apesar de nunca utilizar o whatsapp acho o Viber melhor e com mais funcionalidades ( chamadas voz por ex.).agora em relaçao ao dinheiro pago por esta aplicaçao( serviço), por mim e ridiculo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O WhatsApp rapidamente iria ultrapassar o Facebook em termos de usabilidade efectiva diária(em dispositivos móveis), pelo que a compra, apesar de ter sido uma surpresa, não foi de todo descabida.

      Pessoalmente, para mim o WhatsApp é em muito superior ao Viber(excluindo é claro a desvantagem de não possibilitar, até agora, efectuar chamadas).

      Apesar do valor astronómico, a Microsoft pagou há muitos anos atrás um montante semelhante por cada utilizador do Hotmail(40$) contra (42$) agora pagos pelo facebook.

      Eliminar
    2. Concordo. O Viber para além das mensagens tem um serviço voip de boa qualidade em 3G e excelente em 4G ou WiFi, possibilidade de comunicação para telefones fora da rede Viber e uma aplicação para desktop que possui excelente sincronização. Em termos de base de utilizadores tem 2/3 do WhatsApp.

      Eliminar
    3. Tem cerca de 1/4: 105 milhões de utilizadores ativos.
      O Viber foi vendido por $900 milhões, $8,6 por utilizador ($900/105, em milhões)
      O WhatsApp por $35,6 por utilizador ($16000/450, em milhões)

      Também prefiro o Viber

      Eliminar
    4. Segundo The Verge o Viber tem 300 milhões de utilizadores. http://www.theverge.com/2014/2/14/5411082/viber-messaging-app-acquired-by-rakuten

      Eliminar
    5. ... é destas coisas ... eu encontrei 105 milhões :)

      Viber, was acquired recently by global Internet services company Rakuten for $900 million, giving it the more modest valuation of $8.57 per user based on 105 million monthly active users (the folks at Viber must be kicking themselves)

      http://news.cnet.com/8301-1035_3-57619179-94/if-whatsapp-can-fetch-$19b-whats-blackberrys-bbm-worth/

      Eliminar
  4. Estrategicamente é uma manobra com sentido, pois com a migração dos utilizadores mais jovens para o WhatsApp, Instagram e Snapchat, o Facebook precisava reagir. Não conseguiu comprar o Snapchat, mas pegou algo mais suculento, 450 milhões de utilizadores e seus números de telefone. Cedo ou tarde o WhatsApp seria adquirido por um gigante da informática, com Google e Microsoft à cabeça. Com o histórico da empresa de Page e Brin em comprar e acabar com empresas ou uma possível integração do WhatsApp no Skype, essa compra pelo Facebook pode até preservar a estrutura da app, como aconteceu com o Instagram.

    ResponderEliminar

[pub]