2014/12/12

Editores Espanhóis querem impedir que Google News encerre em Espanha


Depois de tanto terem pressionado o seu governo para criar uma irrevogável "taxa Google", os editores Espanhóis entram em pânico perante o anúncio de que o Google simplesmente optou por encerrar o serviço do Google News em Espanha: e agora pedem ajuda para impedir que o Google o faça.

Não é dia 1 de Abril, nem se trata de um artigo satírico ou cómico. Infelizmente, é apenas o triste retrato da realidade, e do desvairo com que algumas entidades anacrónicas tentam lidar com a modernidade. Depois de terem cantando vitória com a aprovação desta lei, que obrigaria o Google a pagar para colocar links para os respectivos sites noticiosos no seu agregador Google News, as associações de editores querem agora impedir que o Google encerre o serviço - dizendo que não se trata simplesmente de encerrar "um serviço qualquer" uma vez que o Google tem um posição de domínio no mercado e este encerramento irá prejudicar os seus sites.

Penso que só uma forma de descrever toda esta situação... e é utilizando a palavra "surreal"!


Primeiro tentam subverter o mais básico princípio de funcionamento da web: a livre referenciação de informação usando links, tentando fazer com que isso passe a ser feito apenas com o consentimento dos próprios e cobrando por isso; depois apontam armas a um serviço que facilita a descoberta dos seus conteúdos; e agora esperam conseguir forçar a manutenção de um serviço, que eles próprios assassinaram?

Bem, já dá para ver que esta novela ainda vai dar muito que falar - e resta-nos esperar que daqui se possa tirar algo positivo: um exemplo de que não se deverão seguir todo o tipo de ideias idiotas promovidas por entidades tão cegas, que olham para serviços que os beneficiam e os consideram uma suposta ameaça. ("Ameaça" que agora desesperadamente tentam impedir que desapareça.)

10 comentários:

  1. Não tarda muito virá alguém da comissão europeia dizer que esta é a prova que o Google tem de ser separado em duas empresas.
    E que é devido à sua posição dominante que um estado europeu não pode aplicar "taxas e taxinhas"...

    Políticos e lobis no seu melhor

    ResponderEliminar
  2. Que bando de nabos. São filmes para o Pinto Balsemão ver e aprender.
    Faz-me lembrar um episódio do South park, em que o Canadá pára, porque quer algum do "dinheiro da Internet" e vai protestar para um "departamento do dinheiro da internet", conseguindo receber brindes e cupões de desconto, que não compensam os milhões de euros que perdeu por estar parado.
    O que se passa é que estes ratos perderam o queijo (distribuição de noticiais por canais tradicionais) e agora vão ter com o departamento do dinheiro da internet (Google) para ver se podem sacar algum cupão de desconto, mantendo igualmente o fluxo de brindes de clientela por via do motor de buscas.
    Como ninguém consegue o "melhor de dois mundos" sem fazer batota, estes srs. estão numa situação lose-lose destinada ao fracasso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado por teres comentado. Deste-me uma razão para ver South Park. E caso não vejas/conheças, eu aconselho o American Dad.

      Cumprimentos

      Eliminar
  3. O que tenho achado engraçado é que muitos países andam a tentar sacar dinheiro ao Google e que até agora senão me engano todos voltaram atrás. Estamos numa época de evolução muito rápida e os que não apanharam o barco no inicio agora parecem um pouco perdidos.

    ResponderEliminar
  4. Espero que a Google não volte atrás.
    Será uma lição para os demais.

    ResponderEliminar
  5. Por mim deveria ser ao contrário.
    A google deveria cobrar por ter esses editores/jornais nos links.
    Lá virá o tempo.
    Surreal mesmo.

    ResponderEliminar
  6. No meio disto tudo, acho piada a uma coisa.
    Então eu e uns amigos criamos uma empresa a partir do nada, crescemos, investimos, somos bem sucedidos, e vêm uns espanhois e uns alemães a querer mandar na nossa casa? Era boa, era... Cumprir regras sim, dar o c**** é que não!

    ResponderEliminar
  7. Será que quando os espanhóis estão no tasco a partilhar e comentar as notícias uns com os outros também têm que pagar taxas?

    Estes gajos davam óptimas personagens de BD.

    ResponderEliminar
  8. É mesmo de rir.

    Mostras um parágrafo nosso e ajudas a divulgar os nossos sites de noticias? Ah, então pagas vais pagar uma taxinha ok Google?

    O Google termina o com o serviço.

    Oh Google, não te podes ir embora pá, porque já fizemos as contas e já estávamos a contar com o teu dinheirinho todos os meses para pagar aí a umas pessoas. Isto não pode ser assim, não podes decidir coisas assim mesmo que sejas uma empresa privada. Anda lá Google, volta atrás e a gente até pensa melhor no assunto e se calhar até nem precisas pagar muito, só um bocadinho porque até somos generosos.

    A sério... Só tenho uma palavra para descrever isto e outras coisas do mesmo género que se passam no nosso país e não só...Palhaçadas.

    Como dizia o outro "são tudo uma cambada de gatunos, ladrões e de chupistas..."

    ResponderEliminar

[pub]